PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Como as dívidas podem fazer você investir? Ex-endividada milionária conta

Exclusivo para assinantes UOL

Do UOL, em São Paulo

08/07/2021 04h00

Dizem que tudo na vida tem um lado bom, mas será que essa regra vale para as dívidas também? Pela experiência vivida pela especialista em planejamento financeiro pessoal Júlia Mendonça, é possível dizer que sim.

"Eu saí de uma dívida de R$ 80 mil e fui estudar para começar a investir", disse Júlia durante o encontro Guia do Investidor UOL, série de eventos gratuitos e quinzenais do UOL Economia+, para quem quer aprender a cuidar do próprio dinheiro.

A experiência ruim foi o estalo para perceber que não dava só para ficar pagando juros. Era preciso agir para fazer o dinheiro sobrar. "Quando a gente começa a investir, a gente fica feliz e isso fala acima do medo", afirmou Bea Aguillar, analista de renda variável, que também participou do evento. Veja abaixo as dicas das especialistas para sair das dívidas e se tornar um investidor.

Aprendeu a investir com a dívida

"Antes de me endividar, eu nem sabia direito o que era cheque especial. Imagino que muitos brasileiros também não saibam, pois ainda sofremos com falta de educação financeira", disse Júlia Mendonça. Ela se endividou aos 24 anos, numa época em que havia pouco conteúdo disponível sobre investimentos, mas conseguiu dar a volta por cima.

De acordo com o Serasa, mais de 62 milhões de pessoas no Brasil estão endividadas, ou seja, um quarto da população do país. Por outro lado, essas pessoas hoje têm mais acesso à informação e potencial para, por meio da dívida, aprender a lição da Júlia e se tornar um investidor.

"Se eu consegui, você também consegue"

Júlia Mendonça e Bea Aguillar utilizam as próprias experiências para mostrar ao público que é possível sair mais forte de situações difíceis. No Youtube, Júlia fala sobre planejamento financeiro e Bea sobre como investir na Bolsa de Valores. Milhões de pessoas são impactadas pelos relatos das influenciadoras.

"A partir do momento em que a gente mostra essas situações com naturalidade e linguagem mais fácil, isso gera identificação. É a clareza de mostrar que a gente sobrevive mesmo quando alguns investimentos dão errado", afirmou Bea. Ela nunca chegou a ficar endividada, mas sabe que muitas pessoas passam por isso e só assim despertam para a necessidade de investir.

No caso de Júlia, ela tirou de uma situação de aperto a vontade de ganhar dinheiro para não se endividar de novo e poder viver com conforto. A planejadora financeira conta que muitas pessoas se identificam com a trajetória dela e começam a economizar.

Guia do Investidor UOL é trilha para quem quer começar a investir

O Guia do Investidor UOL é uma série de eventos quinzenais e gratuitos do UOL Economia+ que funciona como uma trilha de conhecimento, que passará por temas como comportamento, investimentos básicos para iniciantes a investimentos mais arrojados, como ações, fundos multimercado e até criptomoedas.

Para ajudar os leitores nessa trilha, investidores profissionais, analistas, e grandes especialistas do mercado darão aulas quinzenais para ensinar o passo a passo dos investimentos.

Você pode conferir a programação do Guia do Investidor UOL aqui.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.