IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

Veja como investir em empresas da Fórmula 1 e se vale a pena

Lílian Cunha

Colaboração para o UOL, em São Paulo

13/11/2022 04h00

Cercada de glamour, a Fórmula 1 é um dos esportes mais ricos do planeta. Estima-se que ela movimente cerca de US$ 2 bilhões por ano com homologações dos carros, direitos de transmissão, publicidade e pagamentos para sediar o evento.

Parte dessa grana, porém, pode ir par o seu bolso: duas empresas do circuito do automobilismo têm ações listadas em Bolsas de Valores. Uma delas é a escuderia italiana Ferrari (RACE), negociada na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse), e a outra é a Liberty Formula One (FWONK), com papéis na Nasdaq, também em Nova York.

As duas podem ser acessadas por contas de investimento internacionais. A Bolsa brasileira não negocia essas ações e nem BDRs, que são recibos de ações estrangeiras negociadas na Bolsa brasileira.

Como faz para comprar essas ações? Nem Ferrari nem Liberty têm recibos de ações no Brasil, os BDRs. Mas os brasileiros podem aplicar em papéis dessas ações estrangeiras abrindo uma conta internacional e comprar diretamente a ação.

Quem é a Liberty Formula One? A empresa administra os contratos com as emissoras de TV, os promotores locais dos GPs, os patrocinadores da F1. É a empresa que negocia com a prefeitura de São Paulo, por exemplo, para que o GP de Interlagos ocorra aqui. A corrida acontece neste domingo (13).

A Liberty aumentou o número de corridas da F1. De 22 países este ano, em 2023 serão 24 GPs. A próxima temporada começará duas semanas antes e terminará uma semana depois em relação à atual.

Com isso, a Liberty ganha mais. No terceiro trimestre deste ano, a empresa teve lucro de US$ 715 milhões acima dos US$ 668 milhões do mesmo período do ano passado. A empresa vem superando as estimativas de receita feitas por analistas do mercado nos últimos quatro trimestres.

Com esse aumento no lucro, como vai a ação? A ação FWONK, porém, não vai muito bem. Caiu para US$ 59,36 este ano, com perdas acumuladas desde o início de janeiro de 7,69%. Segundo o banco americano Goldman Sachs, a perda de valor da ação é por conta da temporada europeia de corridas. O retorno financeiro dessas corridas é menor que o esperado. Mais um reflexo da recessão que atinge a Europa.

O banco tem recomendação neutra para a ação, ou seja: melhor não comprar e nem vender. A estimativa do GS é que em 12 meses a FWONA atinja US$ 60, uma valorização de 5,2%.

Mas o analista Guilherme Zanin, da AvenueCapital, é otimista com o papel. "A empresa cresceu muito depois que entrou para Fórmula 1, em 2016. Os resultados recentes mostraram crescimento de receita acima das expectativas", diz ele.

E na Ferrari, vale investir? A Ferrari também não vai bem. Ao longo de 2022, as ações acumulam queda de 21,55%, caindo para US$ 203,56. A empresa, que também produz carros de luxo, reportou no terceiro trimestre uma alta de 17% no lucro, que subiu para 435 milhões de euros.

Segundo o banco Morgan Stanley, essas ações podem ser uma boa oportunidade, uma vez que em 2023 é esperado que a Ferrari tenha aumento de vendas em volume, preço e maior mix de produtos. O banco recomenda a compra, com expectativa de que o papel chegue a US$ 280 em 12 meses. É a mesma opinião do HSBC, que não divulgou preço alvo.

Este material não é um relatório de análise, recomendação de investimento ou oferta de valor mobiliário. Este conteúdo é de responsabilidade do corpo jornalístico do UOL Economia, que possui liberdade editorial. Quaisquer opiniões de especialistas credenciados eventualmente utilizadas como amparo à matéria refletem exclusivamente as opiniões pessoais desses especialistas e foram elaboradas de forma independente do Universo Online S.A.. Este material tem objetivo informativo e não tem a finalidade de assegurar a existência de garantia de resultados futuros ou a isenção de riscos. Os produtos de investimentos mencionados podem não ser adequados para todos os perfis de investidores, sendo importante o preenchimento do questionário de suitability para identificação de produtos adequados ao seu perfil, bem como a consulta de especialistas de confiança antes de qualquer investimento. Rentabilidade passada não representa garantia de rentabilidade futura e não está isenta de tributação. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, a depender de condições de mercado, podendo resultar em perdas. O Universo Online S.A. se exime de toda e qualquer responsabilidade por eventuais prejuízos que venham a decorrer da utilização deste material.