Bolsas

Câmbio

Mercado mundial de tablets terminou mal o ano de 2015

Washington, 1 Fev 2016 (AFP) - O mercado mundial de tablets terminou mal o ano de 2015, com indícios de um maior resfriamento de suas vendas, informou nesta segunda-feira uma empresa especializada.

No quarto trimestre do ano passado, as vendas de tablets tiveram uma queda de 13,7% ao ano com relação ao mesmo período de 2014, anunciou a empresa IDC. O número de tablets vendidos foi de 65,9 milhões.

Em todo 2015, as vendas caíram 10,1% com relação a 2014 e somaram 206,8 milhões de unidades.

Este mercado teve seu auge em 2014, mas não se manteve porque os consumidores se orientaram a laptops mais finos ou não substituíram seus antigos tablets.

Uma das vedetes do mercado foi o segmento dos tablets desmontáveis, que permitem usar teclados removíveis, como o iPad Pro. A venda deste tipo de dispositivo cresceu em ritmo forte, segundo o IDC. Em todo o ano de 2015, foram vendidos 8,1 milhões destes tablets, o maior número desde que entraram no mercado.

"Uma das maiores razões para o crescimento dos desmontáveis é que os usuários os consideram uma alternativa na hora de substituir seus PCs", disse Jean Philippe Bouchard, do IDC.

"Estimamos que a Apple vendeu mais de dois milhões de iPad Pro, enquanto a Microsoft vendeu 1,6 milhões de seus aparelhos Surface. A maioria dos Surface foi o Surface Pro e não o mais barato, Surface 3", acrescentou Bouchard.

"Com estes resultados, fica claro que o prelo não é o mais importante na hora de adquirir um tablet removível. O que importa é o desempenho", disse.

A Apple manteve sua posição de liderança absoluta do mercado de tablets, ao registrar no último trimestre de 2015 a venda de 16,1 milhões de unidades; o que lhe dá 24,5% do mercado total, apesar de que suas vendas caíram quase 25%.

A Samsung foi a segunda colocada, com 9 milhões de unidades e 13,7% do mercado, enquanto a Amazon ficou em terceiro lugar, com a venda de 5,2 milhões de dispositivos e 7,9% do mercado.

rl/jm/gm/val/mvv

SAMSUNG ELECTRONICS

AMAZON.COM

LENOVO GROUP

MICROSOFT

APPLE INC.

GOOGLE

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos