PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Um em cada cinco japoneses pode morrer de tanto trabalhar, alerta governo

NYT
Imagem: NYT

08/10/2016 12h05Atualizada em 08/10/2016 16h21

Tóquio, 8 Out 2016 (AFP) - Um em cada cinco japoneses economicamente ativos pode morrer de exaustão, de acordo com um relatório do governo sobre esse fenômeno característico da sociedade japonesa.

O Japão registra anualmente centenas de mortes por exaustão (causadora de infarto, acidente vascular cerebral e suicídio) e numerosos problemas de saúde graves, o que resulta em processos judiciais e em pedidos para que o problema seja resolvido.

O relatório faz parte de um estudo sobre o 'karoshi', a morte por fadiga no trabalho, um documento aprovado na sexta-feira pelo gabinete do primeiro-ministro Shinzo Abe.

Embora a imagem típica do japonês que trabalha muitas horas e toma o último trem para voltar para casa esteja mudando, os trabalhadores do país passam mais horas em seu local de trabalho do que os que vivem em outras economias modernas.

Segundo o relatório, 22,7% das companhias japonesas consultadas entre entre dezembro de 2015 e janeiro de 2016 declarou que seus funcionários faziam mais de 80 horas extras por mês.

PUBLICIDADE