Historiador e acadêmico francês Max Gallo morre aos 85 anos

Paris, 19 Jul 2017 (AFP) - O historiador e acadêmico francês Max Gallo, autor de mais de 100 obras, entre elas "La Baie des Anges" e sua saga biográfica sobre o general Charles de Gaulle, morreu aos 85 anos, informou nesta quarta-feira (19) sua editora, XO Éditions.

Membro da Academia francesa desde 2007, Max Gallo sofria de Parkinson há vários anos.

O mesmo havia anunciado em maio de 2015 sua doença, quando lançou seu último romance.

Autor de vários romances, Gallo ganhou grande fama como biógrafo de Robespierre, Garibaldi, Jean Jaurès, Victor Hugo, Napoléon Bonaparte e o general de Gaulle, seu herói.

Apaixonado pela história francesa, também esteve envolvido na atividade política, primeiro junto ao socialista François Mitterrand, do qual foi secretário de Estado e porta-voz do governo 1983-1984 e, em seguida, virou-se à direita para apoiar em 2007 a candidatura para a presidência de Nicolas Sarkozy.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos