Bolsas

Câmbio

Mulher mais rica da Noruega é presa por dirigir alcoolizada

Oslo, 17 Nov 2017 (AFP) - A mulher mais rica da Noruega foi condenada a 18 dias de prisão em sursis, além de ser obrigada a pagar uma multa de quase 30 mil dólares, após ter sido flagrada pela polícia dirigindo alcoolizada.

Herdeira de uma família de investidores e industriais, Katharina Andresen tinha uma taxa de alcoolemia de 0,64 grama por litro de sangue durante um controle de rotina noturno realizado em abril, afirma a sentença à qual a AFP teve acesso nesta sexta-feira.

Na Noruega, a taxa autorizada de álcool no sangue é de 0,21 grama por litro.

Esse tipo de infração é punido com uma multa equivalente a 1,5 mês de salário bruto.

Como a jovem, de 22 anos, ainda é estudante e não tem salário, o tribunal de Oslo decidiu calcular a multa a partir de sua fortuna, que chega a 940 milhões de dólares.

"Lamento ter dirigido com uma taxa de alcoolemia positiva", reagiu Andresen em uma mensagem enviada ao jornal Finansavisen, que revelou o caso.

"Achava que tinha caído a zero depois de tanto tempo, mas deveria ter testado. Sinto muito, realmente", acrescentou.

A rica herdeira foi também condenada a 13 meses de suspensão da habilitação, que deve obter de volta ao fim deste período.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos