Enorme "diamante da paz" de Serra Leoa é leiloado por US$ 6,5 milhões

  • Ramat Gan/Reuters

Nova York, 5 dez 2017 (AFP) - O chamado "diamante da paz" foi colocado à venda pelo governo de Serra Leoa e comprado nesta segunda-feira (4) por US$ 6,53 milhões, em uma transação que pretende pôr fim à era dos famosos "diamantes de sangue".

O comprador é o joalheiro britânico Laurence Graff, informou em uma entrevista coletiva em Nova York, Martin Rapaport, presidente do Rapaport Group, que organizou a venda e se comprometeu a não obter comissão.

A pedra de 709 quilates, encontrada em março, é a maior descoberta em Serra Leoa em meio século e está entre o 10º e o 15º maior diamante já encontrado no mundo, disseram especialistas.

O diamante foi encontrado por uma companhia dirigida pelo pastor evangélico Momoh, que o entregou ao governo na esperança de poder organizar a sua venda para obter mais lucros e financiar um potencial desenvolvimento em Serra Leoa.

O preço da venda foi inferior ao proposto em um primeiro leilão, em abril, em Serra Leoa: US$ 7,1 milhões. Essa operação foi cancelada pelo governo, que achou o valor insuficiente.

"Quem sabe estamos lidando com o preço da transparência", disse Rapaport.

A mineração ilegal e a venda dos chamados diamantes de sangue foram as maiores fontes de conflito em muitos países da África, incluindo Serra Leoa, lembrou o presidente Ernest Bai Koroma no leilão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos