Bolsas

Câmbio

Empresa japonesa de TI pagará parte dos salários em bitcoins

Tóquio, 15 dez 2017 (AFP) - A empresa japonesa GMO Internet anunciou que pagará parte dos salários de seus empregados em bitcoins, como uma forma de conhecer melhor o funcionamento dessa moeda virtual - disse um porta-voz da empresa nesta sexta-feira (15).

O primeiro pagamento será em fevereiro. No Japão, os funcionários da empresa poderão receber até 100 mil ienes (R$ 2.970) de seu salário em bitcoins.


"Os empregados podem receber salário em bitcoin, se quiserem", disse Harumi Ishii à agência de notícias AFP.

"Esperamos melhorar nossa compreensão da moeda virtual, usando-a", explicou.

Essa oferta estará disponível para seus cerca de 4.000 funcionários do grupo no Japão, detalhou a representante da empresa, que iniciou as operações de troca de bitcoins em maio passado.

No mês que vem, une-se aos "mineiros" do bitcoin, o que lhe dará direito a receber mais moedas virtuais em troca de mudar a segurança da rede que sustenta esse ativo.

O preço do bitcoin disparou este ano, saindo de uma cotação de US$ 1.000 em janeiro até os US$ 17 mil alcançados esta semana.

A GMO Internet opera vários negócios online, incluindo gestão de páginas, publicidade e serviços financeiros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos