PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Gasto militar americano sobe pela primeira vez em sete anos

28/04/2019 20h19

Estocolmo, 28 Abr 2019 (AFP) - O gasto militar americano aumentou em 2018 pela primeira vez em sete anos e chegou a 649 bilhões de dólares, mais de um terço do mundial, indicou nesta segunda-feira o Instituto Internacional de Estudos para a Paz de Estocolmo (Sipri).

Os gastos planetários na área de defesa durante 2018 aumentaram 2,6% e chegaram a 1,82 trilhão de dólares, o nível mais alto desde 1988, em plena 'perestroika' soviética e um ano antes da queda do Muro de Berlim, que pôs fim à Guerra Fria.

Em 2017, continua o informe, o gasto militar mundial havia sofrido um incremento de 1,1%.

A maior parte da subida é resultado dos aumentos nos Estados Unidos e na China, explicou o Sipri.

"O aumento dos gastos militares americanos se explica com a implementação de planos de compras de armas por parte do governo (do presidente Donald) Trump", disse Aude Fleurant, citada em um comunicado.

O orçamento militar americano é maior que o conjunto dos gastos dos outros oito países que destinam mais recursos a este mesmo segmento.

A China, cujo orçamento militar aumentou 83% desde 2009, é o segundo país com maiores gastos no setor e destina 1,9% de seu PIB. Seguem-lhe Arábia Saudita, Índia e França, segundo o Sipri.

A Rússia, entretanto, sai do 'Top Cinco' pela primeira vez e aparece relegada ao sexto lugar, sempre segundo a mesma fonte, que cita como causa as sanções econômicas impostas desde 2014 contra Moscou pelo conflito no leste da Ucrânia, o que a obrigou a reduzir os gastos em defesa.

cbw/avz/mb/age/db