PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Huawei denuncia decisão "perniciosa" e "arbitrária" dos EUA

18/05/2020 08h13

Shenzhen, China, 18 Mai 2020 (AFP) - A gigante chinesa das telecomunicações Huawei criticou, nesta segunda-feira (18), as últimas medidas do governo americano de Donald Trump que visam excluir o grupo chinês do mercado global de semicondutores.

A decisão anunciada na sexta-feira por Washington é "arbitrária e perniciosa" e "terá consequências para um grande número de indústrias no mundo", reagiu a Huawei em comunicado.

De acordo com Washington, a Huawei conseguiu contornar as sanções de Washington recorrendo a fornecedores de chips e componentes em outras partes do mundo, mas que são fabricados com a tecnologia americana.

Os Estados Unidos anunciaram na sexta-feira que se concentrariam "específica e estrategicamente na aquisição de semicondutores pela Huawei, que são o produto direto de certos softwares e tecnologias americanas".

Essas são as medidas mais recentes direcionadas à gigante tecnológica chinesa, uma das principais fabricantes mundiais de telefones celulares, também fornecedora de equipamentos de infraestrutura de telecomunicações, que os Estados Unidos acusam de roubo de segredos comerciais e espionagem.

dma-sbr/bar/evs/mar/zm/mr

Economia