PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Google e Facebook coordenaram sua resposta antitruste, diz imprensa

22/12/2020 16h54

Washington, 22 dez 2020 (AFP) - O Google e o Facebook trabalharam juntos para se defenderem de uma investigação antitruste contra os dois gigantes da tecnologia que dominam a publicidade digital, relatou o Wall Street Journal nesta terça-feira (22), citando um esboço de uma ação judicial estadual.

O jornal, que fez referência a uma versão preliminar da ação movida por 10 estados americanos, disse nesta terça-feira que as duas empresas concordaram em "cooperar e ajudar uma à outra" em sua resposta a uma investigação antitruste. O processo, iniciado na semana passada, é uma das três ações movidas por autoridades antitruste estaduais e federais contra o Google.

Outro processo foi movido separadamente contra o Facebook pela aquisição de dois aplicativos de mensagens concorrentes.

De acordo com o jornal, a prévia da ação sugeria que o Facebook ganharia "uma porcentagem fixa" das vendas de publicidade e que um documento interno da empresa descreveu o acordo como "relativamente barato" em comparação com a concorrência direta.

O Facebook rejeitou as acusações, dizendo que os acordos entre as duas empresas não tinham o objetivo de prejudicar a concorrência, mas ofereciam opções e benefícios para anunciantes e editores.

"Qualquer argumento de que isso prejudique a concorrência ou qualquer sugestão de conduta imprópria do Facebook é infundado", disse um porta-voz da empresa.

O Google não respondeu imediatamente a uma consulta da AFP. Mas o The Wall Street Journal citou a empresa de tecnologia dizendo que não havia nada de inadequado em seu acordo com o Facebook.

As alegações "são imprecisas. Não fraudamos as vendas", disse o porta-voz do Google. Documentos do Google, que também não foram citados na versão final da ação, sugeriam que o acordo "construiria uma lacuna" para evitar a concorrência direta com o Facebook, segundo o jornal.

rl/st/yo/rs/jc/mvv