PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Trump se nega a assinar lei de alívio para covid-19, aprovada pelo Congresso

Donald Trump quer emendas na lei - Mandel Ngan/AFP
Donald Trump quer emendas na lei Imagem: Mandel Ngan/AFP

22/12/2020 21h48

O presidente americano, Donald Trump, negou-se a assinar, nesta terça-feira (22), a lei de alívio econômico de 900 bilhões de dólares aprovada pelo Congresso para responder à crise provocada pela pandemia de covid-19, afirmando que a mesma é "uma desgraça" e exigindo "emendas".

"Realmente é uma desgraça", disse Trump, criticando a ajuda a famílias nas quais há pessoas em situação irregular no país, que seja incluído um orçamento para museus e que haja provisões para ajudar outros países. O presidente também pediu que se aumente de 600 para 2 mil dólares a ajuda às pessoas mais necessitadas. "Pedirei ao Congresso que elimine imediatamente os itens inúteis e desnecessários dessa legislação e apenas me envie um projeto de lei adequado", assinalou.

O plano de alívio foi aprovado após meses de negociações árduas, no momento em que a Covid-19 avança sem controle pelo país, ameaçando sua recuperação economica. O projeto faz parte de um pacote mais amplo, que inclui o orçamento do próximo ano, motivo pelo qual inclui verbas para a cultura e a ajuda a outros países.