IPCA
0,42 Fev.2024
Topo

Imobiliária chinesa Evergrande fecha plano para reestruturar dívida com credores

04/04/2023 09h11

O plano de reestruturação proposto pela gigante do setor imobiliário chinês Evergrande foi aprovado por um grupo de credores internacionais, o que marca um passo importante para aliviar sua pesada dívida ? anunciou o grupo. 

Em uma nota dirigida ao mercado de ações de Hong Kong na noite de segunda-feira (3), a empresa disse ter chegado a um acordo sobre os termos dessa reestruturação com um grupo de credores com mais de US$ 20 bilhões em títulos. 

Principal imobiliária da China, a Evergrande reconheceu em 2021 que estava em dificuldades, com uma dívida de mais de US$ 300 bilhões, o que provocou uma grave crise no setor, com repercussões internacionais. 

Em março, o grupo anunciou uma proposta de reestruturação que oferecia aos credores a troca de suas dívidas por novas notas emitidas pela companhia e ações de duas subsidiárias da Evergrande. 

No comunicado de segunda-feira, a Evergrande afirma que o grupo de credores acolheu três esquemas diferentes que envolvem uma combinação de novas notas e títulos que podem ser convertidos em ações nas duas filiais. 

A empresa acrescentou que a cotação de suas ações, interrompida desde março de 2022, "continuará suspensa até novo aviso". 

A Evergrande afirma que este plano de reestruturação é um "marco positivo substancial" que "facilitará os esforços da empresa para retomar as operações e resolver seus problemas". 

Fundamental na economia do país, o setor imobiliário chinês continua em crise com grandes incorporadoras, como a Evergrande, incapazes de concluir seus projetos, o que gera protestos e boicotes aos pagamentos de hipotecas por parte dos compradores. 

Além disso, empresas menores faliram, ou têm problemas de liquidez, desde que o governo introduziu restrições de crédito em 2020.

bur-ssy/dan/dbh/dl/zm/tt

© Agence France-Presse