PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Investidor bilionário adverte japonesa Seven & i sobre nepotismo

Craig Trudell

28/03/2016 15h21

(Bloomberg) -- O bilionário fundador da Third Point, Daniel Loeb, fez da Seven & i Holdings seu mais recente alvo de críticas sobre o planejamento de sucessão, alertando o grupo de varejo para não deixar que o nepotismo determine seu próximo CEO.

O CEO da Seven & i, Toshifumi Suzuki, 83, está tendo problemas de saúde crônicos e os investidores temem que ele possa tentar nomear seu filho, Yasuhiro Suzuki, para liderar a Seven-Eleven Japan e se tornar presidente da Seven & i, escreveu Loeb em uma carta à empresa com data de domingo. Ryuichi Isaka, o atual presidente da Seven-Eleven Japan, deveria ser um dos principais candidatos para o cargo, e em vez disso pode ser rebaixado, disse Loeb.

"Os critérios utilizados para determinar o próximo CEO devem ser a competência e a capacidade de dirigir esta empresa com sucesso, não laços familiares ou a preservação da dinastia familiar Suzuki", disse Loeb em entrevista por telefone no domingo.

Loeb, que divulgou o investimento da Third Point na Seven & i em outubro, construiu uma reputação enfrentando diretorias por mudanças na gestão, incluindo as batalhas contra a Dow Chemical e a casa de leilões Sotheby's. Sua crítica da Seven & i contrasta com seus elogios à política do primeiro-ministro Shinzo Abe para melhorar a governança corporativa no Japão, incentivando uma melhor distribuição de dinheiro e retorno aos investidores.

As críticas do planejamento da sucessão da empresa feitas por Loeb são "lamentáveis", disse Hirotake Henmi, porta-voz da Seven & i, por telefone na segunda-feira. Suzuki, o CEO, vem diariamente ao escritório para trabalhar, afirmou.

"Estamos revendo os negócios em um ambiente severo e vamos avançar com o plano de reestruturação que anunciamos em 8 de março", disse ele, referindo-se ao anúncio da empresa de fechar duas lojas da Sogo & Seibu em setembro e 20 lojas de mercadorias gerais da Ito-Yokado no ano fiscal de 2016.

Elogio da Abenomics

O investimento de Loeb na Seven & i foi, pelo menos, o quinto em dois anos no Japão depois de sua divulgação de apostas na Suzuki Motor, na fabricante de robôs Fanuc, na Sony e na fabricante de motores para jatos IHI.

A Seven & i ganhou quase 2 por cento, chegando a 4.911 ienes no fechamento de segunda-feira na Bolsa de Tóquio quando o índice de referência Topix avançou 1,2 por cento. As ações da companhia caíram 8,6 por cento desde 26 de outubro, o último dia de negociação antes que os jornais japoneses Kyodo e Nikkei informassem sobre o primeiro investimento da Third Point. A Third Point não revelou o número de ações que possui.

Lucros da Seven-Eleven

Sob Isaka, 58, a Seven-Eleven Japan ganhou um recorde de 223,3 bilhões de ienes (US$ 1,97 bilhão) em receita operacional durante o último ano fiscal. A companhia prevê que Seven-Eleven Japan ganharia um recorde de 235 bilhões de ienes de lucro operacional no ano encerrado em 29 de fevereiro.

A Third Point disse que os rumores de que Isaka será removido da gestão é motivo de "preocupação significativa" e que ele deveria ser recompensado, e não rebaixado. Kazuki Furuya, um dos diretores da Seven-Eleven Japan, pode se tornar o presidente interino da Seven-Eleven como parte dos planos de Toshifumi Suzuki para fazer com que Yasuhiro Suzuki seja o próximo presidente da empresa, escreveu Loeb.

Vendas propostas

Além de tomar uma posição sobre sucessão do CEO, a Third Point disse que Seven & i deve diminuir e reestruturar sua unidade da Ito-Yokado e vender as lojas Sogo & Seibu, Barney's Japan, e Nissen Holdings. Loeb escreveu que a empresa deve se concentrar na operação de lojas de conveniência, que geraram 45 por cento dos seus 6,04 trilhões de ienes em receitas para o ano fiscal de 2015.

A Third Point falou com outros investidores da Seven & i que compartilham a visão do ativista de fundos de hedge na sucessão administrativa, escreveu Loeb. A Third Point quer "continuar o nosso diálogo construtivo com a empresa", e "não tem vontade de criar uma disputa pública em uma futura Assembleia Geral Anual, mas é claro que está disposta a isso, a fim de proteger nosso investimento", afirmou o bilionário em sua carta.

Título em inglês: Loeb's Third Point Warns Seven & I on Nepotism for Next CEO

--Com a colaboração de Beth Jinks Yuki Hagiwara e Monami Yui Para entrar em contato com o repórter: Craig Trudell em Tóquio, ctrudell1@bloomberg.net, Para entrar em contato com os editores responsáveis: Telma Marotto tmarotto1@bloomberg.net, Patricia Xavier

©2016 Bloomberg L.P.