Uso de combustível fóssil para eletricidade se aproxima do pico

Tom Randall

(Bloomberg) -- A forma como geramos eletricidade está prestes a mudar drasticamente porque a era de demanda por combustíveis em constante expansão chegará ao fim -- em menos de uma década. É o que aponta uma nova projeção da Bloomberg New Energy Finance que traça os mercados de energia para os próximos 25 anos.

Isto pode ser chamado de pico dos combustíveis fósseis, uma reviravolta que está ocorrendo não pelo fato de estarmos acabando com o carvão e o gás, mas porque estamos encontrando alternativas mais baratas. A demanda está chegando ao pico antes do programado porque os carros elétricos e a armazenagem acessível de energia renovável em baterias estão chegando mais rapidamente do que o esperado, assim como as mudanças na matriz energética da China.

A seguir, listamos oito enormes mudanças que chegarão em breve aos mercados de energia.

1. Não haverá era dourada do gás

Os custos da energia eólica e da solar estão caindo muito rapidamente para que o gás alguma vez tenha uma dominância de escala mundial, segundo a BNEF. Os analistas reduziram suas projeções de longo prazo para os preços do carvão e do gás natural em um terço no relatório deste ano, mas nem mesmo preços extremamente baixos serão suficientes para inviabilizar a rápida transição global em direção à energia renovável.

2. Energias renováveis atraem US$ 7,8 trilhões

A demanda da humanidade por eletricidade ainda está subindo e os investimentos em combustíveis fósseis somarão US$ 2,1 trilhões até 2040. Mas esse valor será muito menor do que o total de US$ 7,8 trilhões investidos em energias renováveis, incluindo US$ 3,4 trilhões em energia solar, US$ 3,1 trilhões em energia eólica e US$ 911 bilhões em energia hidráulica. Em muitas regiões o custo de vida útil da energia eólica e da solar já são menores do que o custo da construção de novas usinas de combustíveis fósseis e essa tendência continuará.

3. Carros elétricos resgatam mercados de energia

Nessa discussão sobre o pico dos combustíveis fósseis o foco está na geração de eletricidade e não nos combustíveis para transporte. No caso dos carros, o pico da demanda por petróleo demorará um pouco mais. Mas a repentina ascensão dos carros elétricos está prestes a revolucionar também os mercados de petróleo e gerará profundas implicações nos mercados de eletricidade à medida que mais carros se conectarem à rede.

4. Baterias se somam à rede de energia

A ascensão dos carros elétricos aumenta a demanda por energias renováveis e derruba o custo das baterias. E à medida que esses custos caírem, as baterias poderão ser usadas cada vez mais para armazenar energia solar.

5. Preços da energia solar e da energia eólica despencam

Para cada duplicação dos painéis solares do mundo, os custos cairão 26 por cento, um número conhecido como "curva de aprendizagem" da energia solar. A energia solar é uma tecnologia, e não um combustível, e por isso se torna mais barata e mais eficiente com o tempo. Esta é a fórmula que está impulsionando a revolução energética.

Os preços da energia eólica também estão caindo rapidamente -- 19 por cento para cada duplicação. A energia eólica e a energia solar serão as formas mais baratas de produzir eletricidade na maior parte do mundo nos anos 2030, segundo a BNEF.

6. Fatores de capacidade disparam

A melhoria dos fatores de capacidade torna as energias renováveis mais atraentes. Mas os fatores de capacidade das usinas de gás e carvão também estão mudando. Uma vez que um projeto solar ou eólico é construído, o custo marginal da eletricidade que ele produz é zero -- eletricidade gratuita --, enquanto as usinas de carvão e gás requerem mais combustível para cada novo watt produzido. Se você é uma empresa de energia com poder de escolha, você escolhe aquilo que é gratuito o tempo todo.

7. Um novo poluidor com o qual se preocupar

A Índia está surgindo como a maior ameaça aos esforços para limitar as mudanças climáticas. A demanda por eletricidade da Índia deverá se multiplicar por quatro até 2040 e o país precisará investir em uma série de fontes de energia para atender essa nova demanda esmagadora. A Índia tem centenas de milhões de pessoas com pouco ou nenhum acesso à eletricidade e possui uma enorme quantidade de carvão. E tenciona usá-lo.

8. A transformação continua

Sem ações políticas adicionais dos governos, as emissões globais de dióxido de carbono do setor elétrico chegarão ao pico na década de 2020 e continuarão relativamente estáveis no futuro próximo. Isso não é suficiente para evitar que a superfície da Terra esquente mais de 2 graus Celsius, segundo a BNEF. Este é considerado o ponto de não retorno para algumas das piores consequências das mudanças climáticas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos