Wall Street tem demanda forte de profissionais em reestruturação

Jodi Xu Klein

(Bloomberg) -- O mercado de trabalho está desalentador em Wall Street. As mesas de negociação estão encolhendo, as contratações estão estagnadas e até mesmo o pagamento de incentivos está sendo atingido. A exceção é um pequeno nicho do mundo das finanças, no qual os gerentes não conseguem ler os currículos rápido o suficiente.

A demanda por especialistas em reestruturação está aquecida.

Com uma empresa atrás da outra nas áreas de petróleo, carvão, varejo e outros setores em apuros -- o Bloomberg Bankruptcy Index atingiu seu valor máximo em seis anos --, a atividade está no auge. Os bancos estão montando ou expandindo equipes e o Lazard, Guggenheim Partners, Perella Weinberg Partners e AlixPartners estão contratando, muitas vezes dentro de um círculo de rostos familiares. O chefe global de reestruturação do Lazard, David Kurtz, acaba de recorrer a Ken Ziman, da Skadden Arps Slate Meagher & Flom; eles trabalharam no processo de falência da Millennium Health, no ano passado. Durc Savini, que dirigia o grupo de reestruturação da Peter J. Solomon, incorporou-se recentemente ao Guggenheim.

"As empresas estão ávidas por profissionais de reestruturação experientes, que são cada vez mais escassos", diz Richard Shinder, contratado em março para expandir os esforços da Piper Jaffray. "É preciso revisar a fundo os cartões de apresentação para encontrar pessoas que você sabe que são capazes e é preciso se mexer rapidamente".

Para Ronen Bojmel, é como voltar no tempo. Ele tinha 29 anos quando começou na Wasserstein Perrella & Co., a empresa cofundada pelo falecido executivo de banco de investimento Bruce Wasserstein. Agora, aos 48, ele está armando a equipe de reestruturação do Guggenheim, trabalhando com seis antigos funcionários de Wasserstein, incluindo Savini.

"Os ciclos vêm e vão, mas quando surge uma onda, é preciso garantir que você está no lugar adequado com o grupo de pessoas adequado", diz Bojmel, diretor-executivo sênior. "Estamos reunindo a banda novamente".

Shinder voltou à assessoria a reestruturações após mais de dois anos na TPG Specialty Lending e antes disso trabalhou na Perella Weinberg. Essa firma contratou Bruce Mendelsohn do Goldman Sachs para chefiar a área e somou dois membros experientes depois que quatro funcionários saíram para criar a empresa de assessoria Ducera Partners. A empresa está no mercado em busca de mais, segundo uma pessoa familiarizada com o assunto. Uma porta-voz da Perella não respondeu aos pedidos de comentário.

A Peter J. Solomon contratou Derek Pitts, da Houlihan Lokey, para chefiar sua nova divisão a partir de setembro. A AlixPartners está organizando dias de recrutamento interno a cada duas semanas, em vez de fazê-lo mensalmente.

Grande parte dessa atividade está ligada à queda dos preços do petróleo. O petróleo pode estar se recuperando, mas ainda está em baixa de mais de 50 por cento nos últimos dois anos. As produtoras de carvão estão sofrendo como nunca.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos