Bolsas

Câmbio

Apostadores de Las Vegas ainda não estão animados com Olimpíada

Eben Novy-Williams

(Bloomberg) -- Parece que os americanos realmente não querem apostar nos Jogos Olímpicos.

A maioria dos jogadores em Las Vegas, autorizados a fazer apostas na Olimpíada pela primeira vez em 16 anos, ficou longe dos eventos no Rio de Janeiro. Exceto por umas poucas apostas no basquete e no futebol, as operadoras de apostas esportivas dizem que o total movimentado pelos Jogos Olímpicos foi decepcionante.

"Provavelmente recebemos mais ou menos a mesma quantidade de apostas na Olimpíada que em um jogo de beisebol importante na temporada normal", disse Jay Rood, agenciador de apostas da Mirage, por e-mail. (Esse número não é grande: o beisebol é menos popular entre os jogadores do que o futebol americano ou o basquete). As apostas nos esportes "se movimentam com o basquete e com praticamente nada mais".

As casas de apostas esportivas não aceitavam apostas nos Jogos Olímpicos desde a Olimpíada de 2000 em Sidney. Após uma iniciativa do senador John McCain para proibir as apostas em esportes amadores, os cassinos de Nevada chegaram a um acordo: deixaram de aceitar apostas nos Jogos Olímpicos, na Little League de beisebol e em outros eventos que rendem poucas apostas, mas continuaram abertos para as competições universitárias.

A Comissão de Jogos de Nevada reabriu no ano passado as apostas nos Jogos Olímpicos, com a aprovação de uma proposta apresentada por um grupo de cassinos estatais.

Westgate Las Vegas SuperBook ofereceu apostas em mais de 65 eventos do Rio até agora, sua maior oferta de apostas da história para os Jogos Olímpicos. O time de basquete masculino dos EUA também é o favorito neste caso. Nesses jogos, a atividade equivale aproximadamente a de uma partida de beisebol inferior da Major League, de acordo com o vice-presidente de operações de apostas em corridas e esportes, Jay Kornegay.

"Havia um interesse mínimo décadas atrás e até agora a situação é a mesma, com algumas exceções", disse Kornegay.

A Olimpíada termina no dia 21 de agosto, e é provável que as apostas aumentem à medida que os times de basquete dos EUA avançarem e o futebol chegar às fases eliminatórias. Também existe a possibilidade de que surja algum acontecimento intrigante que leve os apostadores a entrar em ação.

"Neste momento, é esperar para ver", disse Kornegay.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos