Bolsas

Câmbio

Construtoras voltam a apostar em garagem para 3 carros nos EUA

Patrick Clark

(Bloomberg) -- O número de residências disponíveis têm sido um tópico importante do mercado imobiliário dos EUA nos últimos anos porque a escassez de moradias à venda elevou os preços e os baixos índices de vacância aumentaram os aluguéis. Por essa razão, pode ser surpreendente escutar que os americanos estão construindo tantos novos lares -- para seus carros.

Vinte e quatro por cento das novas residências concluídas em 2015 possuíam garagem com espaço para três carros ou mais, segundo dados de censo destacados em postagem de blog na semana passada por Robert Dietz, economista-chefe da Associação Nacional dos Construtores de Residências dos EUA (NAHB, na sigla em inglês).

Essa é maior fatia registrada desde que o Escritório do Censo dos EUA começou a monitorar as garagens grandes, em 1992. A cada ano desde o início do monitoramento do Censo, as construtoras americanas edificaram mais garagens para três carros do que apartamentos de um quarto.

Mesmo a esse ritmo, as construtoras podem estar subestimando a demanda. Uma em cada três pessoas que buscam residências disse que prefere garagem para três carros, segundo pesquisa recente realizada pela John Burns Real Estate Consulting. A proporção contrasta com as fatias de 51% que queriam garagem para dois carros e de 10% que disseram que o espaço para um carro era suficiente.

"Uma coisa interessante que descobrimos é que com o Uber e o transporte público muitos membros da geração Y estão chegando à conclusão de que não precisam de carro, por isso o espaço para estacionamento se transforma em uma questão menos importante", disse Pete Reeb, diretor da consultoria.

"Mas também estamos vendo mais imóveis para múltiplas gerações, onde os filhos cuidam dos pais idosos ou há novos graduados voltando para casa após a universidade. E agora há quatro carros onde antes poderia haver dois."

Em outras palavras, a tendência é confusa.

Mesmo quando os compradores preferem garagens maiores, não está claro se eles estão mais propensos a ter três carros. A fatia de famílias com três ou mais carros permaneceu comparativamente estável, subindo ligeiramente de 17,3% em 1990 para 19,7% em 2013, segundo dados do Escritório de Estatísticas de Transporte dos EUA.

Há um fator adicional impulsionando o aumento da fatia de residências com garagem para três ou mais carros. No período após a crise financeira, as construtoras voltaram a maior parte de sua atenção à camada superior do mercado, erguendo residências maiores e mais caras.

Isso levou a uma participação de mercado maior das garagens maiores, mesmo com a construção anual de residências com garagens para três carros caindo do pico de 331 mil em 2005 para 154 mil no ano passado. Com o ressurgimento do mercado de novas residências menores e mais baratas poucas casas terão garagens enormes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos