Trujillo da TPG passa de investidor a reformador na Uber

Melissa Mittelman

(Bloomberg) -- O novo membro do conselho de administração da Uber Technologies, David Trujillo, liderou os investimentos da TPG em quatro startups atualmente avaliadas em mais de US$ 5 bilhões cada. Após um passo em falso de seu chefe, ele está ganhando um assento em uma das maiores -- e mais precárias -- delas, cujo destino está cada vez mais nas mãos de seus investidores.

Trujillo, 41, entrou para o conselho da Uber nesta semana, substituindo o presidente do conselho da TPG, David Bonderman, que renunciou após fazer uma piada sexista. Apesar das circunstâncias incômodas de sua estreia no conselho da gigante do ramo de caronas compartilhadas, Trujillo provavelmente se acomodará rapidamente devido aos laços estreitos que mantém com a empresa desde que liderou o investimento da TPG na Uber, em 2013.

Há muito em jogo neste momento em que a Uber, que tem sede em São Francisco, está tentando reconstruir sua filosofia depois que uma série de acusações de assédio e discriminação provocou demissões em massa, indignação social e, finalmente, a queda do CEO Travis Kalanick. Duas das principais investidoras da startup, a TPG e a Benchmark Capital, estão enviando caras novas para o conselho, formado por oito pessoas, em um momento em que a avaliação da empresa de US$ 69 bilhões está em risco.

"A TPG tem uma posição única no mercado, investe em empresas ao mesmo tempo novas e grandes", disse o co-CEO Jim Coulter. "Precisamos manter esse atrativo que é a Uber, mas também precisamos ajudá-la na transição para o mercado global que ela é, além de garantir a gestão certa. Contamos com esse conjunto de habilidades e Trujillo, que conhece a empresa por dentro e por fora, pode fazer valer toda a força da plataforma da TPG."

Trujillo, um pilar da cena tecnológica de São Francisco, entrou na TPG em 2006 com foco em investimentos em tecnologia, mídia e telecomunicações para o fundo de aquisições da empresa. Ele posteriormente se tornou chefe de internet, mídia digital e comunicação e expandiu para o investimento em crescimento há cerca de cinco anos. Ele liderou negócios na Uber, na Airbnb, na Spotify e na Vice Media. Agora, dirige cerca de 10 pessoas, investindo nos segmentos de crescimento e aquisições da TPG.

"Muita gente que está no negócio de private equity joga damas", disse Laurence Tosi, diretor financeiro da Airbnb e ex-diretor financeiro da Blackstone Group, a maior empresa de private equity do mundo. "O negócio dele é o xadrez. Ele é muito mais estrategista e pensador."

Em um momento em que a Uber enfrenta um período de intensas mudanças, a chegada de Trujillo como investidor de private equity ao conselho pode garantir a ele um papel único na concepção do futuro da empresa.
"Existe uma disciplina valiosa que vem com o investimento em aquisições e em empresas iniciantes mais consolidadas", disse Scott Stanford, cofundador da Sherpa Capital, que também investiu na Uber, na Airbnb e na Ipsy. "A Uber é um exemplo raro de uma empresa que ascendeu rapidamente da condição de startup para uma presença massiva global. É fundamental contar com alguém com experiência em aquisições e grandes empresas e que além disso possua essa mentalidade de crescimento."

Título em inglês: TPG's Trujillo Goes From Investor to Fixer Atop Troubled Uber

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos