Os aeroportos do futuro já estão chegando

Justin Bachman

(Bloomberg) -- Mesmo que a fama de um aeroporto seja boa, o estresse da chegada ao terminal até o embarque é mais ou menos o mesmo em todos eles. Um paradigma de décadas de filas, inspeções de segurança, vendedores e esperas em portões de embarque se mantém -- a única diferença é o nível de estresse. Estar em um terminal moderno como o de Munique ou Seul é mais fácil de suportar do que andar por entre as reformas perpétuas dos aeroportos de Nova York.

Mas a porta dos céus da década de 2040 provavelmente estará livre dessas delícias. Muitos de nós seremos conduzidos ao terminal por carros autônomos; nossos olhos, rostos e dedos serão escaneados; nossa bagagem terá identificações permanentes que possibilitarão que as malas sejam levadas para as nossas casas antes mesmo de sairmos do aeroporto.

Alguns desses aeroportos já não estarão mais relegados aos arredores das cidades -- eles vão se fundir às cidades e se transformarão em novas "cidades" de destino dentro de uma cidade para as pessoas que não estão planejando viajar. Vamos jantar, assistir a um filme ou a um show, fazer compras? As pessoas vão optar por ir ao aeroporto. Até mesmo a empresa em que você trabalha poderia se mudar para lá.

Esses são os tipos de investimento em infraestrutura e tecnologia que, teoricamente, possibilitarão que os aeroportos eliminem quase toda a temida espera. Os passageiros circularão mais rapidamente pelo terminal e verão menos paredes e barreiras físicas graças à grande quantidade de sensores sofisticados, prevê a Corgan, uma empresa de arquitetura e design com sede em Dallas, nos EUA. A empresa reuniu recentemente seus conceitos sobre a futura evolução dos aeroportos, com base em amplas pesquisas sobre as experiências dos passageiros em vários aeroportos e no maior papel da tecnologia.

Um dia, o aeroporto saberá "tudo sobre as pessoas que estiverem dentro dele", disse Seth Young, diretor do Center for Aviation Studies da Ohio State University. O objetivo será instalar "uma infraestrutura de segurança que esteja constantemente rastreando as pessoas, da porta de entrada até o portão de embarque, e não ter essa mentalidade de pedágio", disse ele. "Sabemos que 99,9% dos passageiros estão limpos, então para que perder tempo examinando todos?"

Futuro

Para ter uma ideia de como serão os aeroportos nos próximos 20 anos, podemos ver Cingapura. O aeroporto Changi, pioneiro do setor, abriu recentemente um "laboratório vivo", para buscar mais inovação. Em março, ele foi escolhido pela Skytrax como o melhor aeroporto do mundo pelo quinto ano consecutivo.

"Seja como for", disse Young, "os aeroportos querem eficiência". Isso significa passar rapidamente -- seja no desembarque, no embarque ou nas transferências. "Mas eles adoram quando as pessoas estão no aeroporto", acrescentou ele, "por causa das oportunidades para gastar dinheiro".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos