Enorme demanda por manteiga na Europa é sinal de preços altos

Megan Durisin, Isis Almeida e Innocent Anguyo

(Bloomberg) -- Os europeus estão consumindo tanta manteiga que os estoques do bloco estão quase vazios, aumentando a demanda que fez com que os preços globais disparassem.

Os custos da manteiga, que se tornou a estrela do mercado de laticínios dos EUA nos últimos anos, atingiram recordes históricos na Europa Ocidental e na Oceania. A mudança de opinião dos consumidores sobre os atributos da manteiga para a saúde e uma recente desaceleração no crescimento da produção mundial de leite contribuíram para os ganhos. A Federação de Padarias da França descreveu o aumento de preço como uma "grande crise".

O Departamento de Agricultura dos EUA (USDA, na sigla em inglês) aumentou sua perspectiva de consumo mundial e rebaixou a produção em um relatório neste mês. Na União Europeia, um indicador das reservas caiu para 1.369 toneladas no final de maio, 99 por cento menos que as 92.548 toneladas registradas um ano atrás, informou a UE. O rápido aumento de preço da manteiga foi a mudança "mais notável" nos mercados internacionais e é pouco provável que os custos mudem em breve, segundo o USDA.

"Não acho que o problema da alta de preço da manteiga tenha terminado", disse Dave Kurzawski, corretor sênior da INTL FCStone em Chicago. "O que sabíamos sobre a manteiga nos últimos 50 anos meio que ficou de cabeça para baixo nos últimos dois anos e meio ou três anos."

Projeta-se que o consumo global vai aumentar 3,1 por cento e atingir o recorde de 9,7 milhões de toneladas neste ano, superando o aumento de 2,5 por cento na produção, segundo o USDA. Os consumidores estão se afastando cada vez mais de alternativas à base de óleo vegetal, como a margarina, e agora consideram a manteiga "mais segura", afirmou o USDA.

Preços

Os preços à vista da gordura de manteiga na Europa Ocidental dobraram nos últimos 12 meses e atingiram o recorde de US$ 7.212,50 por tonelada, e os custos na região que abrange a Austrália e as ilhas do Pacifico são os mais altos, US$ 6.150, segundo dados do USDA a partir de 2004. Os futuros da manteiga mais ativos em Chicago estão abaixo do recorde atingido em 2014, mas estão sendo negociados a um recorde para esta época do ano. Eles registravam alta de 0,6 por cento nesta sexta-feira, a cerca de US$ 2,71, e de 28 por cento no ano.

Apesar do forte aumento dos preços, é difícil que a oferta de manteiga acompanhe o ritmo. A produção na UE ? o segundo maior produtor, depois da Índia ? poderia cair 3 por cento neste ano devido à queda do teor de gordura do leite e aos retornos mais altos do processamento de leite para fazer queijo e soro, informou a Comissão Europeia em um relatório em julho.

(Atualiza o preço da manteiga de Chicago no sexto parágrafo.)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos