PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Setor vinícola da Califórnia começa a se recuperar dos incêndios

Elin McCoy

23/10/2017 15h11

(Bloomberg) -- Apesar de ainda existirem, os enormes incêndios que devastaram a região produtora de vinho da Califórnia já estão em grande parte controlados e os vinicultores, os donos de vinícolas e os agricultores começaram nesta semana a fazer um balanço do que perderam e do que conservaram.

Os números são tremendos: pelo menos 42 mortos, quase 100.000 evacuados, mais de 5.700 casas, empresas e vinícolas destruídas ou danificadas, um total de mais de 80.937 hectares queimados e muitos vinhedos chamuscados e incinerados, segundo um comunicado do Departamento de Florestas e Proteção contra Incêndios da Califórnia (CalFire) em 17 de outubro.

Se você entende de vinhos, você sabe quem são as pessoas e os lugares por trás desses números. Algumas vinícolas são Signorello Estate, Paradise Ridge, Frey Vineyards, White Rock Vineyards, Roy Estate, Mayacamas, Pulido-Walker, Michael Mondavi Family Estate e outras que fazem tintos e brancos que você gosta de beber. Até agora, 22 vinícolas foram danificadas no norte da Califórnia, com prédios perdidos até videiras queimadas e produção de vinho arrasadas.

Tom Pagarno, especialista em vinhos e executivo de contas da corretora global de seguros Aon disse que o prejuízo total poderia ser de US$ 5 bilhões a US$ 6 bilhões ou ainda mais. "A avaliação demorará alguns meses", disse ele em entrevista por telefone. "E talvez anos para sabermos os números finais." A indústria vinícola gera cerca de US$ 26 bilhões por ano para Napa e Sonoma, segundo os relatórios mais recentes de grupos de vinicultores.

Danos

No entanto, apesar do horrível número de vítimas e dos prejuízos gigantescos, os primeiros sinais indicam que os danos da indústria vinícola do norte da Califórnia não são irreparáveis e que grande parte do negócio de 2017 pode ser resgatada.

É difícil saber quantos vinhedos foram queimados. Muitas vinícolas informaram que perderam videiras devido às chamas; o presidente da Fountaingrove District Winegrowers Association, uma associação nova de Sonoma, publicou um comunicado onde afirma que oito vinhedos com 36 hectares de videiras foram perdidos até agora. Outros ainda não conseguiram estimar os danos.

Mesmo se as videiras se recuperarem na primavera, as que foram queimadas ou foram afetadas pelo calor poderiam crescer com menos força e acabar tendo que ser substituídas.

Turismo

A grande preocupação dos produtores é o efeito sobre o turismo. As vinícolas dependem das vendas nos salões de degustação e o outono é uma das temporadas mais rentáveis para os grandes restaurantes e hotéis da região.

Os amantes do vinho podem ajudar de várias maneiras. A GoFundMe tem dezenas de pedidos individuais e de instituições de caridade. Os restaurantes do Batali & Bastianich Hospitality Group, por exemplo, pretendem servir taças de vinho da Califórnia e doar uma parte da arrecadação.

Qual é a maneira mais simples de ajudar? Compre uma garrafa de vinho do norte da Califórnia. Depois abra, encha uma taça e faça um brinde pela recuperação da região.