Ofertas de empregos ligadas a bitcoin sobem com preço maior

Julie Verhage

(Bloomberg) -- Há uma nova habilidade em demanda no mercado de trabalho atual: criptomoedas.

As ofertas de trabalho relacionadas ao bitcoin como proporção do total de ofertas no LinkedIn se multiplicaram por nove no setor de serviços financeiros nos últimos três anos e por 4,6 no setor de tecnologia de software, segundo dados da rede social voltada a carreiras. Embora o número de ofertas dentro do setor de serviços financeiros esteja crescendo mais rapidamente, a maioria das vagas relacionadas a criptomoedas -- 70% -- ainda são ligadas ao desenvolvimento de software.

E depois que o preço do bitcoin se multiplicou por 11 neste ano, deixando de ser apenas uma obsessão de nerds da informática e libertários e virando assunto nas reuniões familiares, mais pessoas estão listando esse campo como habilidade no LinkedIn. Existem agora 28 vezes mais perfis citando talentos em criptomoedas do que há quatro anos e 5,5 vezes mais perfis que declaram habilidade específica com o bitcoin. Os conjuntos de habilidades precisos envolvidos não foram listados.

Leia também:

A tendência ficou evidente na primeira conferência de criptomoedas dedicada a investimentos institucionais, no início da semana passada, na qual financistas e analistas se amontoaram no salão de festas de um hotel em Manhattan para discutir os próximos passos do setor. São muitos os céticos que alertam para uma bolha monstruosa depois que o preço ultrapassou a casa dos US$ 10.000, mas o potencial de lucro ficou grande demais para ser ignorado pelos titãs de Wall Street.

Apesar de ter começado entre especialistas em tecnologia e amadores, o interesse nas criptomoedas agora avançou para indivíduos ricos, escritórios de capital de risco e investidores do varejo, escreveu James Schneider, analista do Goldman Sachs, em nota a clientes após participar da conferência.

"Alguns gerentes de fundos previram que fundos de doações e investidores institucionais tradicionais poderiam começar a participar do mercado nos próximos dois anos, mas observaram que os desafios significativos relacionados à estrutura e à regulação do mercado precisarão ser superados", escreveu.

Bitcoin é fraude? Entenda por que bancos querem distância das criptomoedas

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos