PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Uber consegue vitória no Japão com serviço de táxi piloto

Yuji Nakamura e Ma Jie

22/05/2018 11h12

(Bloomberg) -- Após anos sendo impedida de operar devido às leis do Japão contra serviços de carona compartilhada, Uber Technologies ganhou a aprovação do governo para um programa-piloto de táxi no Japão.

A partir deste verão, a Uber conectará os motoristas e passageiros locais em Awaji, uma ilha remota com 120.000 pessoas e uma dúzia de empresas de táxi, informou a empresa em comunicado nesta terça-feira.

O programa piloto, que durará até março, é uma pequena vitória do Uber, que aderiu às regras locais desde sua estréia no Japão há cinco anos. A Uber opera principalmente como serviço de reserva de carros em Tóquio e não tentou revolucionar o setor de táxis do país, avaliado em 1,72 trilhão de ienes (US$ 15,5 bilhões). O governo do primeiro-ministro Shinzo Abe busca usar a tecnologia da Uber para promover o turismo em Awaji. Trata-se de uma oportunidade para a startup aumentar a visibilidade de seus serviços despachando táxis e possivelmente expandir-se para mercados maiores no arquipélago.

"Unindo forças com as empresas de táxi locais e com a administração do distrito de Awaji trabalharemos juntos para enriquecer as ofertas de produtos com aquela que será a primeira iniciativa desse tipo no Japão para atender as necessidades locais", disse Brooks Entwistle, diretor de negócios internacionais da Uber, no comunicado.

A Uber não divulgou os detalhes financeiros e os parceiros. As empresas de táxi da Ilha Awaji supervisionam, coletivamente, uma frota de algumas centenas de táxis, segundo a empresa com sede em São Francisco. O programa piloto é a primeira iniciativa após a visita do CEO Dara Khosrowshahi ao Japão, em fevereiro, quando esboçou uma nova estratégia para a criação de parcerias com empresas de táxi.

A Nihon Kotsu e a Sony também lançaram ou estão trabalhando em aplicativos de reserva de táxis concorrentes, embora seja mais desafiador ganhar dinheiro apenas como um serviço de reserva de táxis em vez de receber comissões sobre as tarifas. A chinesa Didi Chuxing também procura oferecer serviços de reserva de táxis no Japão e negocia com a empresa de táxi Daiichi Koutsu Sangyo.

A Ilha Awaji está localizada no Mar Interior de Seto, entre as ilhas maiores de Honshu e Shikoku. Ela conta com uma das pontes suspensas mais longas do mundo e é um destino popular de ciclismo. Cerca de 12,8 milhões de pessoas visitaram a ilha no período de 12 meses até março de 2017, segundo dados do governo.

--Com a colaboração de Yuki Furukawa.

Repórteres da matéria original: Yuji Nakamura em Tóquio, ynakamura56@bloomberg.net;Ma Jie em Tóquio, jma124@bloomberg.net