PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Tim em Foco: Ação cai, troca de CEO tira foco de balanço

Vinícius Andrade e Fabiola Moura

20/07/2018 12h20

(Bloomberg) -- Tim caiu até 4,4%, maior queda intradiária desde 28 de maio, depois que a empresa anunciou a renúncia do CEO Stefano De Angelis. Sami Foguel irá substituir De Angelis, que permanecerá no conselho para garantir uma transição suave, de acordo com comunicado. Foguel "enfrentará um cenário cada vez mais desafiador de queda de preços no mercado pós-pago e planos pré-pagos que estão gradativamente se tornando mais agressivos", afirmou o Credit Suisse em relatório.

A notícia tirou o foco de resultados "sólidos" do segundo trimestre de uma empresa que se tornou top pick dos analistas entre os provedores brasileiros de telecomunicações.

Itaú BBA (Susana Salaru)

  • A receita e o Ebitda da Tim no 2T18 vieram em linha com as expectativas, com mais um trimestre de forte expansão da margem Ebitda
  • Ter De Angelis no conselho garantirá uma transição suave do CEO
  • Itaú BBA reitera recomendação outperform

Credit Suisse (Daniel Federle, Felipe Cheng, Juan Pablo Alba)

  • De Angelis concluiu seu mandato com outro conjunto de resultados fortes
  • Esta será a primeira experiência da Foguel no setor de telecomunicações, bem como em uma posição de CEO
  • Mudança do CEO e dinâmica de preços desfavorável justificam recomendação neutra

JPMorgan (André Baggio)

  • Tim relatou outro trimestre forte; a qualidade do crescimento da receita permaneceu sólida, impulsionada pelo consumo e não pela economia fiscal
  • "Não vemos a saída do CEO como impactando a estratégia de sucesso de Tim"

Safra (Luis Azevedo, Silvio Doria)

  • Os resultados foram bons, mostrando que a empresa está bem posicionada para entregar maioria de suas metas de receitas de curto prazo e Ebitda
  • Mantém visão positiva sobre ação
  • Tim atualmente negociada a EV/EBITDA18e de 5,5x, o que está abaixo da média dos pares internacionais de 6,1x
  • Outperform reiterado

UBS (Richard Dineen, Maria Tereza Azevedo)

  • Vê contínuos resultados operacionais fortes, mantendo o ímpeto dos trimestres anteriores e entregando Ebitda acima do consenso
  • Compra reiterada

DADOS

  • TIMP3 tem 12 recomendações de compra, 4 de manutenção e 2 de venda; preço-alvo médio R$ 15,50: dados da Bloomberg

Repórteres da matéria original: Vinícius Andrade em Sao Paulo, vandrade3@bloomberg.net;Fabiola Moura em São Paulo, fdemoura@bloomberg.net