PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Especialista em detecção de câncer, Guardant estuda IPO: Fontes

Crystal Tse e Manuel Baigorri

26/07/2018 12h08

(Bloomberg) -- A Guardant Health, uma empresa do Vale do Silício especializada na detecção de câncer, estuda realizar uma oferta pública inicial nos EUA, segundo pessoas informadas sobre o assunto.

A empresa conversa com assessores a respeito de uma venda de ações que poderia ocorrer já no quarto trimestre, disseram as pessoas, que pediram anonimato porque a informação é privada. A Guardant não decidiu o tamanho da oferta, mas poderia levantar até US$ 500 milhões na operação, disseram as pessoas.

Empresas de biotecnologia como a Guardant atraíram centenas de milhões de dólares dos investidores mais ricos do mundo por desenvolverem formas não invasivas de identificar o câncer em estágios iniciais. A Grail, uma startup especializada na detecção de câncer financiada pelo cofundador da Microsoft Bill Gates, planeja realizar um IPO em Hong Kong ainda neste ano, disseram pessoas a par do assunto.

As deliberações a respeito de uma possível abertura de capital da Guardant estão em fase inicial e certos detalhes, como o momento da operação, podem mudar, disseram as pessoas. Um porta-voz da empresa preferiu não comentar.

A Guardant levantou US$ 360 milhões no ano passado com investidores liderados pela japonesa SoftBank Group, informou a empresa de biotecnologia. Fundos administrados pela T Rowe Price Group e pela Temasek Holdings, de Cingapura, também injetaram dinheiro no negócio, somando-se a investidoras anteriores como a Sequoia Capital e a Lightspeed Venture Partners.

O volume de estreias em vendas de ações de empresas de saúde subiu 71 por cento neste ano em todo o mundo, para US$ 13,5 bilhões, em relação ao mesmo período de 2017, segundo dados compilados pela Bloomberg.

O Guardant360, um produto lançado em 2014, é um exame de sangue que detecta alterações genômicas de tumores sólidos avançados, segundo seu website. Cada teste compreende dois tubos de sangue e a entrega dos resultados demora duas semanas.

Repórteres da matéria original: Crystal Tse em Hong Kong, ctse44@bloomberg.net;Manuel Baigorri em Hong Kong, mbaigorri@bloomberg.net