PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

CEO da Apple deve ganhar US$ 120 mi em ações após rali

Tim Cook é o presidente da Apple desde 2011, após a morte de Steve Jobs - Reprodução/Box.com
Tim Cook é o presidente da Apple desde 2011, após a morte de Steve Jobs Imagem: Reprodução/Box.com

Anders Melin

22/08/2018 12h05

(Bloomberg) -- Tim Cook, da Apple, deve receber cerca de US$ 120 milhões nesta semana, graças à alta das ações da fabricante do iPhone.

Na sexta-feira (24), Cook receberá 280 mil ações vinculadas à sua atuação contínua como CEO. Ele obterá até 280 mil ações adicionais se o retorno da Apple no mercado de ações nos três anos anteriores exceder pelo menos dois terços das empresas do S&P 500.

A Apple deu retorno de 119% de 25 de agosto de 2015 até o fechamento de terça-feira (21), incluindo dividendos reinvestidos, superando mais de 80% das empresas do índice.

A menos que ocorra uma queda significativa nesta semana, isso praticamente garante que Cook receberá o número máximo de ações por seu quinto pagamento consecutivo no mais alto escalão.

O executivo disse em 2015 que planejava doar a maior parte de sua fortuna à caridade. Na terça-feira, um documento regulatório da Apple afirmou que Cook havia doado 23.215 de suas ações atuais da Apple.

Cook, de 57 anos, recebe prestações anuais de um enorme prêmio de ações restritas que recebeu em 2011, quando sucedeu a Steve Jobs. Inicialmente, estipulou-se que o prêmio seria conferido em duas parcelas ao longo de uma década.

Em 2013, a pedido de Cook, o comitê de remuneração do conselho vinculou cerca de um terço dessas ações ao desempenho relativo das ações da Apple em relação ao mercado geral.

Neste mês, a Apple se tornou a primeira empresa dos EUA a atingir US$ 1 trilhão em valor de mercado. A companhia estava avaliada em cerca de US$ 350 bilhões quando Jobs morreu.

"Eu não penso muito sobre isso", disse Cook em uma entrevista em fevereiro, quando a Bloomberg lhe perguntou sobre o marco. "Eu continuo vendo a Apple como uma empresa bem pequena, pelo jeito que operamos."

No ano passado, cerca de metade das 560 mil ações de Cook foram retidas para cobrir impostos. O restante foi vendido, o que lhe rendeu cerca de US$ 43 milhões. Além das ações, Cook também recebe um salário de US$ 3 milhões e ganhou um bônus em dinheiro de US$ 9,33 milhões em 2017. Ele não recebeu outras participações em ações depois de 2011.

O CEO atualmente tem um patrimônio de cerca de US$ 700 milhões, segundo dados compilados pela Bloomberg.

(Com a colaboração de Mark Gurman e Tom Metcalf)