PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Maior ETF do Brasil caminha para recorde de saídas em agosto

Carolina Wilson e Vinícius Andrade

24/08/2018 14h24

(Bloomberg) -- O maior ETF de ações brasileiras caminha para o pior mês de sua história, em razão das preocupações com a turbulência política no país.

O iShares MSCI Brazil ETF (EWZ) teve cerca de US$ 710 milhões de saídas em agosto, a maior de sua história. O fundo da BlackRock Inc., de US$ 6 bilhões e que começou em julho de 2000, não teve um dia de entradas desde 18 de junho.

A última onda de pesquisas de opinião no Brasil mostram que Geraldo Alckmin estancou, enquanto o apoio ao Partido dos Trabalhadores cresceu.

"Pesquisas recentes claramente não estão impulsionando o sentimento do investidor", disse Michael Reynal, gerente de fundos da Sophus Capital em Des Moines, Iowa, que supervisiona US$ 850 milhões em ativos.

No primeiro semestre do ano, o EWZ teve quase US$ 630 milhões em entradas líquidas. Mas isso mudou em julho, quando os investidores sacaram US$ 342 milhões. Então a cotação do fundo começou a cair e acumula perda de mais de 12% desde 1º de agosto.

Em 15 de agosto, os investidores retiraram US$ 202 milhões do ETF, na maior saída em um único dia em quase cinco anos. O valor das ações brasileiras monitoradas por fundos listados nos EUA é atualmente de US$ 5,9 bilhões, o menor em mais de um ano, segundo dados compilados pela Bloomberg Intelligence.

--Com a colaboração de Tom Lagerman.

Repórteres da matéria original: Carolina Wilson em New York City, cwilson166@bloomberg.net;Vinícius Andrade em Sao Paulo, vandrade3@bloomberg.net