ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Musk tem vitória necessária com sucesso em lançamento da SpaceX

Dana Hull

10/09/2018 12h45

(Bloomberg) -- Elon Musk finalmente conseguiu uma vitória.

A Space Exploration Technologies lançou um satélite comercial para a Telesat na Flórida, marcando a 16ª missão da empresa de foguetes em 2018 e dois anos de conquistas ininterruptas.

O lançamento, a 16ª missão bem-sucedida das cerca de 30 programadas para este ano, é um ponto positivo em meio a meses tumultuados para o CEO Elon Musk, que também comanda a Tesla. Musk vive um momento difícil desde que tuitou, por impulso, que fecharia o capital da fabricante de veículos, ideia que acabou abandonada pouco mais de duas semanas depois em meio a críticas, ações judiciais de acionistas e uma investigação de órgãos reguladores federais.

Em entrevista ao New York Times, no mês passado, Musk descreveu o último ano como "excruciante", pareceu superado pela emoção, e também defendeu o uso que faz do medicamento para dormir Ambien, vendido sob receita. Na semana passada, Musk apareceu ao vivo no podcast de duas horas e meia do comediante Joe Rogan, durante o qual tomou uísque e deu uma tragada em um cigarro que, segundo descrição de Rogan, continha tabaco misturado com maconha.

Falcon 9

Nesta segunda-feira, o foguete Falcon 9 decolou do Space Launch Complex 40, na Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, por volta de 0h45, horário local. O foguete implantou o satélite Telstar 18 Vantage, que expandirá os serviços de comunicações no Sudeste Asiático, na Mongólia, na Austrália e na Nova Zelândia.

Musk fundou a SpaceX em 2002 e a empresa continua sendo de capital fechado. Musk é dono de uma participação majoritária, juntamente com investidores como Google, Fidelity Investments e Founders Fund, publicou a Bloomberg Businessweek em julho. No ano passado, seu foguete Falcon 9 chegou à órbita 18 vezes, mais do que qualquer outro veículo lançador no mundo.

A avaliação da empresa subiu para cerca de US$ 28 bilhões, transformando-a na terceira startup respaldada por capital de risco mais valiosa dos EUA depois da Uber Technologies e do Airbnb.

Após se separar, o primeiro estágio da Falcon 9 pousou em um barco-drone estacionado no Oceano Atlântico mais de 8 minutos após a decolagem desta segunda-feira.

O satélite substituirá o Telstar 18, que foi lançado em junho de 2004 e começou a operar em agosto daquele ano, segundo a Telesat, que tem sede em Ottawa, no Canadá. O equipamento deverá permitir uma conectividade direta de qualquer ponto da Ásia com as Américas, informou a Telesat. O satélite foi projetado para uma vida útil de cerca de 15 anos em órbita.

O Telstar 18 Vantage, que foi construído pela unidade SSL da Maxar Technologies, deve começar a operar ainda neste ano após testes, informou a SpaceX.

A SpaceX também tem um contrato para transportar astronautas americanos para a Estação Espacial Internacional como parte do programa com a Nasa conhecido como Commercial Crew. O cronograma mais recente prevê um voo de demonstração da SpaceX programado para novembro e o primeiro voo com astronautas a bordo em abril. No mês passado, funcionários da SpaceX tiveram a chance de conhecer os quatro astronautas que voarão no Crew Dragon, o foguete projetado para transportá-los em segurança de e para o laboratório em órbita.

--Com a colaboração de Chris Dolmetsch, Kevin Miller e Jamie Butters.

Mais Economia