ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Maduro visita Pequim e China vai emprestar US$ 5 bi à Venezuela

Bloomberg News

13/09/2018 12h31

(Bloomberg) -- A China concordou em conceder uma linha de crédito de US$ 5 bilhões para a Venezuela, disse o ministro da Economia e Finanças do país. O presidente Nicolás Maduro se dirige a Pequim.

O ministro da Economia e Finanças venezuelano, Simón Zerpa, disse à Bloomberg News nesta quinta-feira que o país pagaria o empréstimo com dinheiro ou petróleo. Os países deverão assinar o que Zerpa descreveu como uma aliança estratégica na mineração de ouro.

"A Venezuela tem uma grande aliança com a China", disse Zerpa.

O ministro da Economia e Finanças falou em Pequim antes da visita de Estado de Maduro, que busca maior apoio da China para enfrentar uma crise financeira que provocou agitação, tentativas de assassinato e o colapso da moeda do país. Maduro suspendeu a maioria dos pagamentos da dívida externa da Venezuela e deve mais de US$ 6 bilhões aos detentores de títulos, cortando a maioria das fontes de novos financiamentos.

A China e a Venezuela estão finalizando acordos e divulgariam detalhes em tempo hábil, disse o porta-voz do Ministério do Exterior da China, Geng Shuang, a jornalistas em Pequim nesta quinta-feira. Qualquer cooperação financeira estaria de acordo com as normas internacionais, disse ele.

"A situação interna está melhorando e o governo da Venezuela está promovendo ativamente reformas econômicas e financeiras", disse Geng aos jornalistas.

Zerpa disse que se reuniu com o vice-presidente chinês, Wang Qishan, e com vários ministros em Pequim. A Venezuela "continua procurando uma solução em um acordo mútuo" com os detentores de títulos estrangeiros, disse Zerpa.

O governo Trump, que está envolvido em uma guerra comercial contra a China, considerou implementar ação militar para acabar com a duradoura crise na Venezuela. Os EUA realizaram pelo menos três reuniões com oficiais militares venezuelanos antes de decidir não os ajudar a derrubar Maduro, informou o New York Times no sábado.

--Com a colaboração de Peter Martin, Andrew Rosati e Aline Oyamada.

To contact Bloomberg News staff for this story: Ben Bartenstein em Lima, bbartenstei3@bloomberg.net;Fabiola Zerpa em Caracas Office, fzerpa@bloomberg.net

Mais Economia