ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Preço mais alto do iPhone XS não intimida consumidor pelo mundo

Mark Gurman, Stephen Tan e Nate Lanxon

21/09/2018 11h29

(Bloomberg) -- O iPhone XS custa até US$ 200 a mais do que o já caro iPhone X, lançado no ano passado, e representa um dos menores avanços da história da linha de produtos. Mas isso não tem muita importância para os fãs da Apple, nem para quem deseja atualizar um iPhone mais antigo.

Centenas de consumidores fizeram filas em lojas da Apple de todo o mundo no dia anterior ou nas primeiras horas do dia da venda do iPhone XS e do iPhone XS Max, nesta sexta-feira. Muitos consumidores foram vistos fazendo filas na loja da Orchard Road, em Cingapura, apesar do calor. Outros pontos de venda, como o shopping IFC, em Hong Kong, tiveram filas muito mais curtas porque as vendas foram limitadas, em grande parte, àqueles que já haviam encomendado.

Em Londres, às 8h30, cerca de 250 pessoas faziam fila para entrar na principal loja da Apple, na Regent Street. Pelo menos uma pessoa começou a esperar na fila no dia anterior, mas a maioria das pessoas com quem a Bloomberg conversou disse que esperava de pé havia cerca de uma hora.

Os modelos deste ano incluem pela primeira vez suporte para dois cartões SIM, um recurso popular em aparelhos Android na Ásia. Foi isso que atraiu Li Jun, que trabalha em uma empresa de trading em Guangzhou e viajou a Hong Kong para comprar um iPhone XS por 9.899 dólares de Hong Kong (US$ 1.265).

"O iPhone XS é caro para mim, mas não consigo resistir ao novo recurso do SIM duplo", disse Li. "O recurso permite que eu tenha um cartão SIM local instalado quando trabalho no exterior sem tirar meu cartão SIM chinês."

A funcionalidade do SIM duplo não é tão procurada nos mercados europeus, mas uma pessoa que estava na fila em Londres, que pediu para não ser identificada, disse que sua compra foi totalmente baseada na vantagem de não ter que carregar dois telefones durante viagens de negócio internacionais. Uma mulher que esperava na mesma fila, Eli, que mora na capital do Reino Unido, disse que o tamanho maior do modelo XS Max foi o que mais a convenceu a fazer a atualização.

"Eu comprei o iPhone X no ano passado, mas devolvi no dia seguinte e fiquei com o meu iPhone 7 Plus", disse. "Quando você se acostuma a um tamanho maior é difícil voltar para um menor."

A indústria global de smartphones estagnou em cerca de 1,5 bilhão de aparelhos vendidos por ano. Mas o teatro anual do dia de lançamento do iPhone continua sendo um ponto positivo. Para a Apple, em particular, o comprimento das filas perdeu importância porque a empresa vende mais telefones pela internet e está fazendo ajustes em seu modelo de negócio. Em vez de convencer os usuários a atualizarem seus aparelhos comprando um telefone mais avançado e mais caro todos os anos, a meta atual da Apple é elevar constantemente os preços médios e expandir o número total de dispositivos ativos para estimular a venda de acessórios e serviços digitais, como streaming de música e de vídeo.

Repórteres da matéria original: Mark Gurman em San Francisco, mgurman1@bloomberg.net;Stephen Tan em Hong Kong, ztan39@bloomberg.net;Nate Lanxon em Londres, nlanxon@bloomberg.net

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia