PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Saúde geral de Trump é boa, mas peso o classifica como obeso

O índice de massa corporal de Trump é de 30,4, segundo dados dos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA; pessoas com 30 ou mais de IMC são consideradas obesas - Getty Images
O índice de massa corporal de Trump é de 30,4, segundo dados dos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA; pessoas com 30 ou mais de IMC são consideradas obesas Imagem: Getty Images

Alex Wayne

15/02/2019 12h11

O presidente dos EUA, Donald Trump, tem "saúde muito boa" no geral, segundo seu médico, mas seu peso o qualifica como obeso, de acordo com resultados médicos divulgados pela Casa Branca na quinta-feira.

Trump pesa 110,2 quilos, 1,8 quilo a mais que no teste físico de 2018, e tem 1,90 metro de altura, afirmou seu médico, Sean Conley, em comunicado. Com isso, seu índice de massa corporal é de 30,4, segundo dados dos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA. Pessoas com 30 ou mais de IMC são consideradas obesas, segundo a agência.

Trump, 72 anos, fez a última bateria de exames físicos como presidente na semana passada, no Centro Médico Militar Nacional Walter Reed, o que envolveu cerca de quatro horas de exames e testes.

"Levando em conta todos os resultados de laboratório, exames e recomendações de especialistas, minha determinação é que o presidente continua com uma saúde geral muito boa", disse Conley. Ele não disse se havia aconselhado Trump a aumentar a carga de exercícios, ajustar a dieta ou tomar medidas para melhorar a saúde.

No ano passado, os médicos haviam recomendado que Trump fizesse mais exercícios, mudaram sua dieta e estabeleceram a meta de perder cerca de 4,5 a 7 quilos em um ano. O porta-voz da Casa Branca, Hogan Gidley, disse na semana passada que Trump não havia seguido "religiosamente" a dieta e a orientação de fazer exercícios.

Conley disse que o nível medido de colesterol LDL, o "ruim", de Trump, era de 122, considerado "próximo do ideal/acima do ideal" pelo Instituto Nacional de Coração, Pulmões e Sangue dos EUA. O colesterol total foi de 196, considerado "desejável", segundo a agência.

A dose de Trump de um medicamento para o colesterol chamada rosuvastatina, que é vendido no país sob a marca Crestor, foi aumentada para a recomendação máxima de 40 miligramas por dia, disse Conley. Trump também tomou duas vacinas para se proteger contra infecções bacterianas e herpes zóster.