PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Tradeweb mira avaliação de US$ 5,8 bi em próximo IPO na Nasdaq

Elizabeth Fournier e Nick Lichtenberg

25/03/2019 13h07

(Bloomberg) -- A Tradeweb Markets buscará levantar até US$ 709,8 milhões em uma oferta pública inicial nos EUA que pode avaliar a plataforma de títulos e derivativos em até US$ 5,8 bilhões.

A Tradeweb, que começou o roadshow do IPO nesta segunda-feira, está levando ao mercado 27,3 milhões de ações por US$ 24 a US$ 26 cada, segundo comunicado ao mercado. A abertura de capital, na Nasdaq Global Select Market, está sendo liderada por JPMorgan Chase, Citigroup, Goldman Sachs e Morgan Stanley.

A empresa tem como proprietária parcial a plataforma de dados financeiros Refinitiv, que continuará detendo 62,4 por cento do poder de voto após a venda de ações. A Blackstone Group adquiriu 55 por cento da Refinitiv por US$ 17 bilhões no ano passado com os coinvestidores Canada Pension Plan Investment Board e GIC, o fundo soberano de investimentos de Cingapura.

A atividade no mercado americano de ofertas públicas está aumentando após o início de ano lento devido à paralisação parcial do governo. A Lyft planeja levantar até US$ 2,1 bilhões em 28 de março e a concorrente de maior porte do setor de carona compartilhada, a Uber Technologies, deverá apresentar em abril os documentos públicos para um IPO na Bolsa de Valores de Nova York que poderá avaliar a empresa em até US$ 120 bilhões.

O website de pesquisa de imagens Pinterest iniciou o processo de abertura de capital na sexta-feira e a empresa de entregas de alimentos Postmates e a Slack Technologies deverão fazer o mesmo ainda neste ano.

No topo da faixa de preço estipulada, o IPO da Tradeweb pode ser o segundo maior em uma bolsa americana até esta altura do ano, atrás apenas do da Lyft. A emblemática fabricante de jeans Levi Strauss levantou US$ 623 milhões em seu IPO na semana passada e as ações subiram mais de 30 por cento desde que os papéis da empresa começaram a ser negociados.

A Bloomberg LP, a empresa controladora da Bloomberg News, compete com a Thomson Reuters e com a Refinitiv na oferta de notícias, dados e informações para o setor financeiro.

As ações da Tradeweb serão negociadas com o símbolo TW.

Repórteres da matéria original: Elizabeth Fournier em N York, efournier5@bloomberg.net;Nick Lichtenberg em N York, nlichtenberg@bloomberg.net