PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Cotações

China sinaliza plano para proibir mineração de criptomoedas

Edwin Chan

09/04/2019 11h07

(Bloomberg) -- A China sinalizou que pretende proibir a mineração de criptomoedas, em mais um golpe em um segmento já abalado pela queda dos preços, concorrência acirrada e perda de interesse por parte dos investidores.

Nesta semana, a Comissão Nacional de Reforma e Desenvolvimento, poderoso órgão de planejamento do país, listou a mineração de moedas digitais entre diversos setores que pretende eliminar porque "desperdiçam recursos seriamente" ou poluem o meio ambiente.

O órgão abriu consulta pública sobre as diretrizes e indicou que a proibição à mineração de criptomoedas poderia entrar em vigor assim que forem formalizadas. O período de consulta termina em 7 de maio.

Em determinado momento, aproximadamente 70 por cento da mineração de Bitcoins e 90 por cento das transações com a moeda virtual ocorriam na China. No entanto, há quase dois anos as autoridades fazem campanha para encolher esse setor, diante de preocupações com bolhas especulativas, fraudes e desperdício de eletricidade.

Após banir emissões iniciais de moedas digitais (initial coin offerings ou ICOs) e determinar que as bolsas locais paralisassem a negociação desses ativos em 2017, autoridades apresentaram propostas em 2018 para desincentivar a mineração (o processo de computação que possibilita transações com moedas virtuais, mas consome quantidades enormes de energia).

Há relatos de que Pequim pediu a agências locais que tentassem acabar com os negócios de mineração. As diretrizes da comissão tendem a acelerar esse movimento.

Os empreendimentos de mineração de moedas digitais inicialmente foram atraídos para a China por causa de eletricidade e mão de obra baratas e das fábricas de semicondutores ali instaladas, mas já estão partindo para o exterior.

A líder de mercado Bitmain Technologies - que em março permitiu que passasse o prazo para sua abertura de capital em Hong Kong - montou instalações para mineração nos EUA e Canadá. A BTC.Top, terceiro maior grupo de mineração, anunciou no ano passado que abriria uma operação no Canadá.

Taiwan Semiconductor Manufacturing e Nvidia estão entre as fabricantes de chips de capital aberto que abastecem mineradoras de moedas digitais na China e outros países.

(Com a colaboração de Lulu Shen)

PUBLICIDADE

Cotações