PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Júri Apple-Qualcomm inclui mulher que nunca teve smartphone

Edvard Pettersson

16/04/2019 13h16

(Bloomberg) -- Uma mulher que nunca teve um smartphone está entre os nove jurados selecionados na segunda-feira para decidir sobre uma disputa de bilhões de dólares entre a Apple e a Qualcomm sobre a tecnologia usada nos iPhones.

O júri também inclui um ex-jogador de beisebol da Major League Baseball, um psicólogo aposentado e um consultor ambiental.

Os depoimentos começam na terça-feira em uma audiência em San Diego, em um processo na qual a Apple acusa a Qualcomm de usar seu poder de monopólio como fabricante de chips modernos para celulares para obter das fabricantes de celulares pagamentos excessivos de royalties de patentes. A Qualcomm, por sua vez, exige bilhões de dólares em royalties não pagos por terceirizadas asiáticas que fabricam os iPhones e iPads da Apple.

Durante a seleção do júri, o juiz distrital dos EUA, Gonzalo Curiel, questionou o ex-jogador de beisebol, identificado apenas como jurado número 9, em relação a uma proposta de ação coletiva sobre o pagamento de jogadores de ligas menores que o teria incluído. O ex-jogador disse que o caso não foi certificado para ir adiante como ação coletiva e que nunca pensou que daria algum resultado.

Entre as pessoas que acabaram não sendo selecionadas para o júri estavam um advogado aposentado, um homem que se ofereceu por não aprovar o rumo que a Apple estava tomando e um agente "fiduciário particular".

Para contatar o editora responsável por esta notícia: Marisa Castellani, mcastellani7@bloomberg.net