IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

Adolescentes deixam vaping após campanha eficiente na Finlândia

Kati Pohjanpalo

01/06/2020 14h00

(Bloomberg) -- No país mais feliz do planeta, o vaping foi praticamente erradicado.

A decisão da Finlândia de proibir sabores como cheesecake de morango e chá de pêssego em cigarros eletrônicos há alguns anos parece ter funcionado. Agora, o país está no caminho certo para alcançar o objetivo de não ter fumantes até 2030.

Maior consumidora de cigarros per capita do mundo na década de 1920, a Finlândia conseguiu reduzir pela metade o número de fumantes nos últimos 20 anos. O vaping está em declínio entre jovens de 14 a 17 anos: menos de 1% dos estudantes do ensino médio fumam cigarros eletrônicos diariamente. Nos EUA, cerca de 6% dos jovens do ensino médio usam cigarros eletrônicos regularmente e 21% ocasionalmente.

Em 2030, o governo da Finlândia espera que menos de 5% da população use regularmente produtos de tabaco. Agora, cerca de 16% dos homens em idade ativa fumam todos os dias e mais da metade dos que fumam querem parar, de acordo com o Instituto Finlandês de Saúde e Bem-Estar.

"Embora o uso geral de tabaco esteja diminuindo no mundo todo, a redução foi particularmente forte na Finlândia", disse por telefone Hanna Ollila, especialista do instituto de saúde. "Uma das maneiras mais eficazes de reduzir o tabagismo é a tributação. Os impostos sobre o tabaco aumentam quase todos os anos desde 2009, o que dobrou o preço médio dos cigarros."

A Finlândia também enfrentou o tabagismo com seu sistema educacional. A decisão de colocar a educação em saúde como obrigatória no currículo como disciplina independente nas escolas desde 2001 é "internacionalmente única" e "desempenhou um papel para evitar que crianças fumem", disse Hanna. Outras medidas incluem ambientes onde é proibido fumar, como locais de trabalho e restaurantes, vetos em campanhas de marketing e não mostrar cigarros nos balcões.

©2020 Bloomberg L.P.