PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Modelo norueguês de segurança viária procura reduzir acidentes em São Paulo

18/03/2016 15h15

São Paulo, 18 mar (EFE).- Um modelo norueguês de gestão e segurança em transporte urbano, já adotado por vários países, foi apresentado em São Paulo como alternativa para reduzir o número de acidentes de trânsito na cidade.

"O manual passa ser um importante guia para a adoção de políticas públicas que ajudem a diminuir o alto índice de mortes no trânsito do país", disse à Agência Efe o diretor-geral de Segurança Viária da Fundação Mapfre, Jesus Monclús.

O pesquisador espanhol apresentou na quinta-feira aos responsáveis pela administração do sistema de transporte de São Paulo o Manual de Medidas de Segurança Viária, elaborado pelo Instituto de Economia do Transporte da Noruega.

Considerado como uma Bíblia na gestão de prevenção de acidentes de trânsito em grandes cidades, o guia foi repassado a funcionários da Secretaria Municipal de Transportes de São Paulo, autoescolas e organizações da sociedade civil.

"Os acidentes de trânsito estão entre as principais causas de morte ocorridas no mundo, além de configurar um dos grandes problemas de saúde pública por serem responsáveis por um grande número de leitos ocupados nos hospitais, além dos custos dos tratamentos", apontou Monclús.

Segundo o especialista, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou que os acidente causam mais mortes no estado do que as ações violentas nos criminosos.

Elaborado por quatro especialistas internacionais da área, o manual, de mais de mil páginas, reúne 140 recomendações respaldadas por 2.000 estudos realizados desde 1960 e inclui estatísticas médicas, casos específicos, controle de indicadores, além da opinião de outros analistas sobre o setor.

O Brasil, segundo a Fundação Mapfre, tem cerca de 400 mil mortes a cada ano em acidentes de trânsito, que geram custos de US$ 8,21 bilhões.