Bolsas

Câmbio

Julian Assange defende saída do Reino Unido da UE

Londres, 12 jun (EFE).- O fundador do Wikileaks, Julian Assange, demonstrou apoio à saída do Reino Unido da zona do euro, conhecida como "bretix", ao considerar que a União Europeia (UE) serve para "encobrir" as decisões políticas do governo britânico.

"Há algo que experimentei pessoalmente, que é ver como este governo, o governo do (primeiro-ministro) David Cameron, utiliza repetidamente a União Europeia para encobrir sua próprias decisões políticas", argumentou Assange em uma entrevista à rede "ITV".

"O Reino Unido é mau para a União Europeia, mas a União Europeia também é má para o Reino Unido, porque permite que exista uma falta de responsabilidade democrática neste país", afirmou.

O ativista australiano está há cerca de quatro anos fechado na embaixada do Equador em Londres para evitar ser extraditado à Suécia, onde é reivindicado para prestar depoimento sobre um suposto crime sexual do qual não foi acusado formalmente.

Faltando pouco mais de uma semana para o referendo no qual os britânicos decidirão se querem manter os laços entre Londres e Bruxelas, Assange sustentou que sucessivos governos britânicos se defenderam na legislação europeia para não prestar contas com os cidadãos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos