Bolsas

Câmbio

Barril do Texas fecha em alta de 1,21%

Nova York, 1 dez (EFE).- O barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta sexta-feira em alta de 1,21%, cotado a US$ 51,68, no terceiro aumento consecutivo após o anúncio da diminuição da produção feito na quarta-feira pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep).

Ao final do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em janeiro subiram US$ 0,62 em relação ao fechamento de ontem.

A Opep anunciou na quarta-feira um corte de sua produção, até 32,5 milhões de barris diários, a partir do próximo dia 1º de janeiro, a fim de fazer frente ao excesso de oferta de petróleo, que vem gerando uma queda dos preços desde 2014.

Os analistas, no entanto, mantêm a cautela, à espera que a redução comece em janeiro e perante o risco que alguns membros da Opep driblem esses compromissos com uma produção maior que a cota atribuída.

Isso está gerando uma grande volatilidade no mercado energético desde que foram feitos os anúncios da Opep, e também nas datas prévias à reunião ministerial na qual se decidiu pela redução.

O preço alcançado hoje pelo WTI é o maior registrado até agora durante este ano, superior ao US$ 51,60 do último dia 19 de outubro, mas se esperam altas gradativas nos próximos dias, até um valor próximo a US$ 60.

Na semana, o preço do petróleo do Texas acumulou uma alta de 12,2%, a melhor desde fevereiro de 2011.

Por sua vez, os contratos de gasolina para entrega em janeiro subiram US$ 0,01, para US$ 1,56 o galão. Já os de gás natural com vencimento também em janeiro caíram US$ 0,07, para US$ 3,44 por cada mil pés cúbicos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos