PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Gigante chinês Cosco investe em porto na fronteira do Cazaquistão

15/05/2017 06h23

Pequim, 15 mai (EFE).- O gigante estatal do transporte marítimo chinês Cosco combinou nesta segunda-feira a compra de 24,5% das participações em um porto terrestre na fronteira entre China e Cazaquistão, o que representa a primeira incursão da firma no comércio via ferrovia, informou a agência oficial "Xinhua".

O acordo foi assinado com a companhia nacional de ferrovias do Cazaquistão dentro do fórum da Nova Rota da Seda, organizado em Pequim para promover os transportes e as telecomunicações na Eurásia e em outras regiões do mundo.

Outra firma chinesa, a Porto de Lianyungang (na costa oriental do país) possuirá também 24,5% da plataforma de comércio fronteiriço, situada na localidade chinesa de Khorgos, vizinha ao território cazaque.

Através do porto de Khorgos, um carregamento procedente do país da Ásia Central - um dos mais afastados do mar aberto do mundo - poderia ser transportado em cinco dias ao porto marítimo de Lianyungang, e daí chegar em dez dias à Europa.

O acordo coincide com a visita à China do presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, um dos líderes participantes do fórum da Nova Rota da Seda, e que se reuniu no domingo com seu colega chinês, Xi Jinping.

No encontro o presidente chinês falou sobre seu objetivo de incrementar a cooperação com o Cazaquistão, o maior país da Ásia Central e um parceiro-chave para o desenvolvimento da Nova Rota da Seda promovida por Pequim.