PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Ferrari diz que 60% de seus automóveis serão híbridos em 2022

18/09/2018 18h02

Roma, 18 set (EFE).- A Ferrari se comprometeu nesta terça-feira a fazer com que 60% de seus carros produzidos até 2022 sejam híbridos, durante a apresentação de seu plano industrial sob o comando do novo executivo-chefe.

Louis Camilleri, que substitui o recém-falecido Sergio Marchionne, anunciou que entre 2018 e 2022 a Ferrari lançará 15 novos modelos, entre eles seu primeiro SUV, que se chamará "Purosangue", confirmado para o final deste período.

No entanto, o executivo-chefe disse que o novo modelo não poderá ser chamado de SUV, já que "será único" e "redefinirá as expectativas".

No âmbito financeiro, o grupo espera chegar a um faturamento de 5 bilhões de euros em 2022 - superando amplamente os 3,4 bilhões de 2017 - e a um resultado operacional (Ebtida) de 1,8 bilhão a 2 bilhões de euros.

A Ferrari também pretende eliminar até 2020 seu endividamento líquido industrial, assim como realizar investimentos de até 3,6 bilhões de euros entre 2018 e 2022.

Para 2018, foi confirmada a entrega de mais de 9 mil automóveis, assim como uma receita líquida superior a 3,4 bilhões de euros e um Ebitda ajustado de 1,1 bilhão.