PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Barril do Texas fecha em alta de 3,3%

18/01/2019 19h25

Nova York, 18 jan (EFE).- O barril de Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta sexta-feira em alta de 3,3%, o seu maior pico em dois meses, contagiado pelas altas dos mercados ao conhecer que a China tentará reduzir o superavit comercial com os Estados Unidos.

Ao final das operações na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em fevereiro subiram US$ 1,73 em relação ao valor de fechamento de ontem.

O aumento aconteceu ao ser divulgado que as autoridades chinesas planejam aumentar as compras de produtos americanos para reduzir o superavit comercial a zero em 2024, algo que poderia convencer o presidente americano, Donald Trump, que foi muito crítico com o déficit comercial de alguns países com o seu. No entanto, os negociadores americanos tomaram com ceticismo estes planos, mas não com os mercados.

Além disso, o jornal "Wall Street Journal" sinalizou a possibilidade de que o governo americano proponha eliminar algumas tarifas aos produtos chineses, embora tenha sido desmentido por oficiais da Secretaria do Tesouro, o que animou os investidores.

Já os contratos de gasolina com vencimento em fevereiro subiram um pouco mais de dois centavo, para US$ 1,45 o galão, e os de gás natural que expiram no mesmo mês encareceram quase seis centavos, para US$ 3,47 por cada mil pés cúbicos. EFE

PUBLICIDADE