Topo

Campus Party abre 12ª edição em São Paulo e espera receber 120 mil visitantes

2019-02-12T18:21:00

12/02/2019 18h21

Laura López.

São Paulo, 12 fev (EFE).- A 12ª edição da Campus Party em São Paulo (CBPR) abriu as portas para o público nesta terça-feira, com expectativa de público de 120 mil pessoas e mais de 1 mil horas de programação para os participantes do evento.

Cerca de 8 mil pessoas, os chamados "campuseiros", permanecerão, como manda a tradição, acampados nas 6,5 barracas cedidas pela organização do evento, que instalou 5,5 mil pontos de conexão à internet, que desta vez será de 40 GBps de velocidade, e para os quais foram utilizados 20 quilômetros de fibra óptica.

O presidente do Instituto Campus Party, Francesco Ferrugia, deu início ao evento ao cortar a tradicional fita azul. O simbólico ato foi seguido de uma corrida dos "campuseiros" para pegar os melhores pontos do pavilhão central do Expo Center Norte de São Paulo, que recebe mais uma vez a feira.

Os milhares de nerds terão a oportunidade de participar de centenas de palestras, oficinas e outras atividades que trazem as últimas novidades da tecnologia a São Paulo.

Os grandes desafios da computação quântica, técnicas para construir um foguete capaz de atingir 3 mil metros de atitude e a batalha de robôs sustentáveis são algumas das atividades que mais geram expectativa entre os "campuseiros".

Além disso, a feira traz a inclusão para os centros do debate. Um exemplo é a conferência "Por que é mais fácil ser uma astronauta e ir à Lua do que ser mulher e trabalhar na criação?", uma das várias que discutirá o papel da mulher no mundo da tecnologia.

Thays Silva, de 21 anos, veio do estado do Amazonas só para participar da Campus Party. Como uma geek, ela acredita que esse tipo de diálogo é muito importante para mostrar quão incríveis são as mulheres e mostrar que a indústria está de braços abertos para recebê-las.

Também terão representados entre os mais de 900 palestrantes outros grupos minoritários, como os indígenas, que mostrarão ao público sua contribuição em astrologia à ciência.

Na corrida para o futuro, as profissões que virão são outro dos temas recorrentes desta edição. Uma das atrações é a "Instagram Stories Masterclass", uma aula coletiva para influenciadores sobre as publicações temporárias na rede social.

No domingo, as "fake news", fenômeno foi chave nas eleições presidenciais do ano passado, serão tema de debate na CPBR12 com a conferência "Como lidar com rumores na área da desinformação"

Uma das personalidades mais importantes que participarão da 12ª edição do evento é Ivair Gontijo, físico brasileiro que trabalha na Nasa e que fará a primeira palestra do evento para falar sobre o futuro da exploração espacial em Marte. EFE

Mais Economia