PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Banco sueco é envolvido em escândalo de lavagem de dinheiro do Danske Bank

20/02/2019 09h50

Copenhague, 20 fev (EFE).- O Swedbank, um dos principais bancos da Suécia, pode ter tido envolvimento no escândalo milionário de lavagem de dinheiro na Estônia do Danske Bank, informou nesta quarta-feira a televisão pública sueca (SVT).

Mais de 50 clientes do Swedbank realizaram transações suspeitas no valor de 40 bilhões de coroas suecas (cerca de 4 bilhões de euros) a contas do Danske Bank, o principal banco dinamarquês, nos países bálticos entre 2007 e 2015.

As revelações são resultado do acesso da "SVT" a documentos confidenciais sobre as operações entre ambas as entidades em relação à investigação ao Danske Bank, que se viu imerso em um dos maiores escândalos bancários dos últimos tempos.

Segundo concluiu em setembro um relatório encarregado pelo próprio Danske Bank, este pôde ter sido usado para lavar bilhões de euros através de sua filial estoniana.

O Swedbank afirmou em comunicado que não pode comentar a informação da "SVT" devido ao sigilo bancário, embora uma porta-voz da entidade tenha dito que as transações suspeitas foram denunciadas às autoridades.

A diretora-executiva do banco sueco, Birgitte Bonnesen, tinha negado que a entidade estivesse envolvida no escândalo do Danske Bank, que ontem anunciou que antecipava o fechamento de sua filial estoniana após receber um requerimento da autoridade financeira supervisora desse país báltico.

O Danske Bank é alvo também de investigações em países como Dinamarca, Estados Unidos e França.

Embora o relatório encarregado pelo próprio banco tenha concluído que a direção tinha cumprido completado com suas obrigações legais, tanto o presidente do Conselho Administrativo como o diretor-executivo do Danske Bank se demitiram nos últimos meses. EFE