PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Fornecimento elétrico começa a ser restabelecido em várias áreas de Caracas

08/03/2019 17h25

Caracas, 8 mar (EFE).- O fornecimento elétrico começou a ser restabelecido em várias áreas de Caracas depois de um blecaute de mais de 22 horas em pelo menos 14 estados dos 23 da Venezuela, segundo informou a emissora estatal "VTV", mas a Agência Efe pôde constatar que em alguns setores da capital venezuelana persistem as falhas.

"Meu total apoio a todo o pessoal do sistema elétrico nacional que mantêm um intenso trabalho para recuperar o serviço. Admiro o povo venezuelano que resiste com galhardia a este novo ataque dos inimigos da pátria", escreveu o presidente Nicolás Maduro em sua conta do Twitter.

Até o meio da tarde de hoje, vários estados continuavam sem eletricidade, segundo asseguraram testemunhas à Efe, enquanto a governadora do estado de Táchira, Laidy Gómez, informou à emissora privada "Globovisión" que nessa região do oeste as emergências dos hospitais estão funcionando com geradores elétricos devido à continuidade das quedas de energia.

Através da "VTV" foi informado que o estado de Vargas, próximo a Caracas, tinha recuperado o serviço em 50% do seu território e que foi habilitado um plano de contingência no Aeroporto Internacional Simón Bolívar, o principal do país, para manter as entradas e saídas de voos locais e internacionais.

Enquanto avança a recuperação do serviço anunciada pelo Executivo, seguem as falhas nas telecomunicações, o que torna complicado comunicar-se por telefone, conectar-se à internet ou fazer pagamentos eletrônicos.

O serviço no metrô de Caracas, pelo qual passam centenas de milhares de pessoas diariamente, continua paralisado enquanto alguns semáforos do leste da capital venezuelana foram reativados.

O ministro do Interior, Néstor Reverol, informou através do Twitter da ativação de um "Plano Especial de Vigilância e Patrulhamento com contenção ativa, 24 horas para garantir a proteção do povo".

"Todos os organismos de segurança do Estado estão atendendo a contingência por instruções" de Maduro, acrescentou.

Enquanto isso, o ministro da Defesa, Vladimir Padrino, mostrou na mesma rede social um vídeo no qual é visto percorrendo o centro de Caracas, junto à mensagem: "Ao acompanhar o povo no meio desta agressão à paz nacional; observei seu comportamento cívico e paciente à espera do retorno à normalidade ".

O governo da Venezuela assegurou que o blecaute é produto de uma "guerra elétrica" e uma "sabotagem" na principal hidrelétrica do país, El Guri, no estado de Bolívar. EFE