IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Dow Jones fecha em alta de 1,02%

07/06/2019 18h20

Nova York, 7 jun (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta sexta-feira em alta de 1,02%, em uma sessão marcada pelas expecativa dos investidores que o Federal Reserve (Fed), o banco central dos Estados Unidos, reduzirá as taxas de juros após a divulgação de dados decepcionantes do mercado de trabalho no país.

O principal indicador da Bolsa de Nova York somou 263,42 pontos e chegou a 25.983,94. O seletivo S&P 500 avançou 1,05%, para 2.873,34, e o índice composto da Nasdaq subiu 1,66% e fechou aos 7.742,10 pontos.

Os três índices ficaram no terreno positivo desde o início do dia, apesar dos números ruins divulgados pelo Departamento de Trabalho hoje. Em maio, o país só criou 75 mil postos de emprego, contra 180 mil esperados pelos analistas de mercado.

Os dados foram interpretados de forma otimista pelos investidores, que o viram como um fator que pode levar o Fed a reduzir as taxas de juros no país, uma medida que pode ser usada para estimular a atividade econômica do país.

Os analistas destacaram o momento difícil atravessado pelos EUA, imerso em um conflito comercial com a China que fez com que os dois países elevassem tarifas de importação, e de um outro confronto com o México, que também ameaça retaliar as taxas anunciadas pelos americanos.

Esta foi a quarta sessão consecutiva de importantes altas em Wall Street, tornando esta semana na melhor do Dow Jones Industrial desde novembro do ano passado. Nos últimos cinco dias, o índice acumulou alta de 4,71%.

No Dow Jones, as principais altas do dia foram das ações da Microsoft (2,80%), seguido de Apple (2,66%), Intel (2,06%), UnitedHealth Group (2,05%), Walgreens Boots (1,94%), e Visa (1,88%). As piores quedas foram dos papéis de JP Morgan Chase (-1,10%), e Verizon (-0,52%).

No horário de fechamento da bolsa, a onça do ouro subia para US$ 1.344,90, e a rentabilidade dos títulos do tesouro americano com vencimento em 10 anos caía para 2,084%. EFE

Mais Economia