IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Twitter sair do ar em várias partes do mundo, incluindo Brasil

11/07/2019 17h38

San Francisco (EUA), 11 jul (EFE).- O Twitter saiu do ar nesta quinta-feira em nível mundial, afetando especialmente usuários da Europa e dos Estados Unidos, mas também os do Brasil, onde aqueles que tentavam acessar a rede social recebiam uma mensagem de que o serviço está enfrentando uma "falha técnica".

O site especializado DownDetector afirmou que houve registros de problemas de queda do Twitter em todos os continentes, mas com um maior número de usuários afetados na Europa e na América do Norte, com focos secundários em Brasil, Japão, Índia e Argentina.

"Neste momento, estamos investigando os problemas que as pessoas estão tendo para acessar o Twitter. Manteremos todos informados sobre o que está ocorrendo", disse o Twitter em comunicado, prometendo solucionar a falha em breve.

Internautas de vários países começaram a alertar sobre problemas para acessar o Twitter em smartphones, outros dispositivos móveis e computadores por volta das 15h45 (horário de Brasília).

No Brasil e em alguns outros países mais afetados, a falha parece ter sido solucionada, e parte dos usuários já consegue utilizar a rede social normalmente.

Na semana passada, os aplicativos de propriedade do Facebook, entre eles o Instagram e o WhatsApp, também tiveram problemas que afetaram usuários de todo o mundo, o que impediu os usuários de publicar mensagens e postar fotografias nesses aplicativos.

As falhas do WhatsApp, por exemplo, prejudicaram o envio de fotos, vídeos e stickers pelo aplicativo, problema que afetou especialmente o Brasil e outros países da América do Sul.

Apesar das falhas serem comuns, é raro que ocorram em nível global. Os problemas causam irritam os usuários mais frequentes, que normalmente recorrem às redes sociais concorrentes para expressar sua insatisfação. EFE

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Economia