PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

AT&T anuncia fechamento imediato da operação da Directv na Venezuela

19/05/2020 17h46

Nova York (EUA), 19 mai (EFE).- A companhia americana AT&T anunciou nesta terça-feira o fechamento na Venezuela da Directv, que oferece o serviço de transmissão de televisão direta por satélite, por causa da dificuldade de se adequar as normas do governo local e atuar diante das sanções impostas pelos Estados Unidos.

A informação foi divulgada a partir de um comunicado emitido pela diretoria da gigante das telecomunicações, que tem sede na cidade de Dallas.

"As sanções do governo dos EUA à Venezuela proibiram a transmissão dos canais 'Globovisión' e 'PDVSA', que estão sob licença da Directv, para proporcionar o serviço de televisão paga na Venezuela", diz o texto.

Como consequência, a empresa aponta que fica impossível cumprir os requisitos legais dos dois países, por isso, se vê obrigada a cessar as operações do serviço na Venezuela.

De acordo com a AT&T, a decisão foi tomada pela diretoria nos Estados Unidos, sem qualquer informação prévia da equipe no país sul-americano, e tem efeito imediato.

Nos últimos anos, os EUA impuseram várias sanções contra o governo da Venezuela, que considera ilegítimo. Em janeiro, foi anunciado o bloqueio das operações no país da emissora "Globovisión", que a oposição venezuelana acusa de servir ao regime de Nicolás Maduro.

Em novembro de 2018, a justiça americana acusou o dono e presidente do canal, Raúl Gorrín, de pagamento de propinas e lavagem de dinheiro. O empresário, inclusive, é considerado foragido pelos Estados Unidos.

A "Globovisión" é uma das emissoras que a Directv era obrigada a exibir para a Venezuela, para seguir tendo licença de operação na Venezuela, o que a AT&T lembrou ir contra as sanções impostas pelos EUA.