PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Borrell pede para Brasil "reforçar" sustentabilidade em acordo UE-Mercosul

28/01/2021 01h08

Bruselas, 27 jan (EFE).- O alto representante para a Política Externa da União Europeia (UE), Josep Borrel, pediu nesta quarta-feira que o ministro das Relações Exteriores brasileiro, Ernesto Araújo, "reforce" as cláusulas em matéria de sustentabilidade do acordo entre UE e Mercosul, como desejam o Parlamento Europeu e alguns Estados-membros antes de confirmarem o pacto.

"Boa conversa com o ministro das Relações Exteriores do Brasil, Ernesto Araújo, sobre as metas em relação à covid-19, ao acordo entre UE e Mercosul e à necessidade de reforçar os componentes de sustentabilidade", disse Borrell no Twitter.

UE e Mercosul (Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai) assinaram um acordo comercial em 2019, após 20 anos de negociações, mas o pacto ainda não entrou em vigor. A ratificação está paralisada porque países como França, Bélgica, Holanda e Áustria, além do Parlamento Europeu, pedem um reforço às políticas ambientais.

Essas partes europeias se mostram especialmente preocupados com as políticas do presidente Jair Bolsonaro em relação ao desmatamento da Amazônia.

Borrell defendeu nos últimos meses a necessidade de buscar soluções e aumentar a presenta da UE na América Latina, onde a China se tornou o segundo maior parceiro comercial da região, empurrando o bloco europeu para o terceiro lugar.

"Não vamos esperar mais 20 anos", comentou Borrell na semana passada, em discurso no Parlamento Europeu. EFE

drs/vnm