PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Uruguai comunica ao Mercosul que buscará acordos comerciais fora do bloco

07/07/2021 23h23

Montevidéu, 7 jul (EFE).- O Uruguai anunciou nesta quarta-feira, durante a reunião do Conselho do Mercado Comum (CMC) realizada por teleconferência, que iniciará conversas com países de fora do Mercosul para negociar acordos comerciais, o que até agora é vetado pelo bloco.

"A posição do ministro das Relações Exteriores (Francisco Bustillo) e da ministra de Economia e Finanças (Azucena Arbeleche) foi defender a modernização do bloco através de uma agenda substantiva, ágil, dinâmica, flexível e permanente de negociações externas", pronunciou-se o governo uruguaio através de um comunicado divulgado pelo Ministério das Relações Exteriores.

Na nota, o Uruguai disse entender que a decisão 32/00, que proíbe a assinatura individual de acordos por partes dos países membros, não está em vigor porque "nunca foi internalizada".

Os ministros das Relações Exteriores de Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai iniciaram uma reunião virtual nesta quarta-feira, um dia antes da cúpula presidencial. A reunião de amanhã debaterá, entre outras questões, a estratégia comercial do bloco, que gerou fortes divergências internas nos últimos meses.

"A redução da tarifa externa comum não foi aprovada, apesar do fato de o Uruguai ter apoiado algumas das propostas apresentadas. Inspirado por princípios de gradualismo, flexibilidade e equilíbrio, nosso país agirá de acordo com isso em termos de inserção internacional, reivindicando seu status de membro pleno do Mercosul", destaca o comunicado.

Segundo fontes do Ministério das Relações Exteriores da Argentina, que encerra seu período na presidência rotativa do bloco, a reunião do CMC conta com o chanceler do país, Felipe Solá, além do brasileiro Carlos Alberto França, o paraguaio Euclides Acevedo e o uruguaio Francisco Bustillo. O chanceler da Bolívia, Rogelio Mayta, também participou na condição de convidado e por seu país estar em processo de adesão ao grupo.

Nesta quinta-feira será realizada, também virtualmente, a Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul, Países Associados e Convidados Especiais, na qual a Argentina fará a transferência oficial da presidência bianual para o Brasil.

Tanto o anfitrião, o presidente argentino Alberto Fernández, como Jair Bolsonaro, Mario Abdo Benítez (Paraguai), e Luis Lacalle Pou (Uruguai) vão discursar.